[ECOTUTORIAIS][bleft]

Como Parar de Usar Xampu (no poo explicado)


Através de métodos naturais como o no poo, é possível lavar os cabelos apenas com produtos da sua cozinha. Fonte


Há algum tempo atrás eu falei sobre um fato que levanta muita curiosidade: por que os índios têm cabelos limpos, sadios e brilhantes se não usam xampu?* E então fica a dúvida da necessidade real deste tipo de produto em nossas vidas ou se ele é apenas mais uma das grandes falácias da publicidade, que empurra inutilidades que acabam por se tornar verdadeiros essenciais.
Pois bem, o xampu apareceu pela primeira vez na Europa no final do século XVIII e não era de nenhuma maneira parecido com o produto que temos hoje. De fato, ele era apenas uma mistura de sabão (o mesmo do sabonete da época) diluído em água com ervas aromáticas. Mais tarde, somente em 1914, surgiu o xampu em barra, que seria largamente comercializado, e em 1927, o primeiro xampu líquido.

Os índios não usam xampu, mas ainda assim lavam o cabelo. O que eles fazem mostra como os nossos xampus são desnecessários Fonte

Antes deste período, como as pessoas lavavam o cabelo? Bem, elas lavavam com água somente e quando o sabão começou a ser utilizado, o cabelo era lavado apenas algumas vezes por mês com a substância. Fato é que apenas na década de 60, começaram a surgir comerciais afirmando que não era saudável manter os cabelos sem lavagem por mais de um dia e então começou uma campanha de marketing fortíssima, que convenceu a população de que o xampu era essencial em suas vidas e não só essencial como algo que deveria ser usado todos os dias.

Parar de usar xampu ajuda a diminuir a poluição dos recursos hídricos e sobra mais água potável para bebermos. Fonte

Atualmente, a fórmula da maioria dos xampus comuns contém o famoso lauril sulfato, um componente suspeito de levar ao câncer e reações alérgicas, que enfraqueceriam o sistema imunológico. Ademais, saindo das suposições, vários dos componentes encontrados nos xampus comuns poluem as águas, causando danos aos recursos hídricos em larga escala de tempo (veja final do post). É assim que, depois de tanto poluirmos e depois de tanto sermos enganados, o movimento do “no-poo” surgiu como forma de rechaçar a necessidade imposta do xampu e mostrar que nem ele e nem o condicionador são de fato necessários para nossa existência (inclusive social).

O que é este tal de no poo, que simplesmente aboli o uso de xampu e troca por bicarbonato? Testei e faz dois anos que eesotu sem. Fonte

Eu resolvi testar a ideia duas vezes e na primeira fiquei dois meses lavando meu cabelo apenas com água. Infelizmente, não funcionou como as propagandas do movimento “no poo” tanto clamavam. Enquanto eu via fotos de cabelos maravilhosos e milagres sobre o efeito, a realidade foi outra e meu cabelo ficou extremamente oleoso.
Apesar disso, algo aconteceu: a minha necessidade de condicionador desapareceu completamente depois deste período. Nisso, eu resolvi dar mais crédito ao movimento e testar mais uma vez alguns meses mais tarde.
Por dois meses, eu resolvi eliminar o xampu da minha vida e, desta vez, me informei mais sobre o assunto para ver se tinha esquecido algum detalhe na primeira vez. De fato, existe todo um processo de transição que detalharei em passos abaixo.

Passos para o "no poo"


O método de lavagem sem xampu é muito mais natural, ajudando o meio-ambiente, sua saúde e seu bolso. Fonte

1)     Para quem quer começar o “no-poo” e se livrar do xampu e condicionador, a primeira dica é começar a diminuir a quantidade de xampu que se leva à cabeça. Neste caso, deve-se iniciar o método de "low poo", ou seja, "menos xampu". Para começar, tente medir o quanto você usa por banho e diminua pela metade. Uma dica é espalhar a substância nas mãos primeiramente e depois levar ao cabelo, pois isso ajudará a espalhar melhor. Fique uma semana fazendo isso e note se o cabelo tende a ficar mais oleoso. Se sim, continue tentando por mais uma semana ou mais, até que ele se acostume. Mais importante: no "low poo", os xampus e condicionadores não possuem sulfatos em sua fórmula, ou seja, não formam muita espuma. Também, são geralmente mais gentis ao couro cabeludo e por isto não levam parabenos e são orgânicos. Assim, nesta fase você vai precisar optar por produtos mais caros e mais naturais, mas não se preocupe porque eles vão durar muito, já que você estará usando bem menos xampu.

2)      Quando tiver passado por este passo, diminua a quantidade de lavagens. Neste caso, se você lava todo dia, tente lavar um dia sim e um dia não e vá fazendo isso e aumentando o intervalo para dois dias a três dias sem lavagem e fique fazendo isso até que seu cabelo se acostume e não fique tão oleoso. Nesta fase, se você quiser lavar o cabelo e não for o dia do xampu, use somente água morna.

Inicie com um xampu mais gentil, sem sulfatos, orgânico e vegano. Fonte


Estas duas fases demoram um pouco e vou ser sincera de que até aí tudo funcionou muito bem para mim. É importante lembrar que cada pessoa tem um tipo de cabelo e cabelos lisos e escorridos, como o meu, tendem a ser mais oleosos e demorar mais para se adaptar, enquanto que cabelos cacheados, crespos e afros tendem a se adaptar melhor. Outro fato importante de saber é que a oleosidade do cabelo é natural e importante para a saúde dos fios e o excesso de óleo é causado pelo uso contínuo de sabão (xampu) e não por falta de lavagens. Apesar disso parecer estranho, o fato de usarmos muito xampu tira a oleosidade natural do cabelo, o que faz com que as glândulas sebáceas produzam ainda mais óleo para compensar. Assim, quando se começa a diminuir o uso do produto, você vai notar que o cabelo ficará bem oleoso e deve-se esperar para que ele entre em uma fase de adaptação, para que as glândulas parem de produzir o excesso de óleo, a que estavam acostumadas.

3)      Bem, se você teve paciência para as duas primeiras fases, está na hora de trocar o xampu pelo bicarbonato de sódio e pelo vinagre. Neste caso, o bicarbonato substituirá a ação detergente do xampu e o vinagre agirá como condicionador regulando o PH, que ficou mais básico após a adição do sal no couro cabeludo. Uma quantidade razoável de bicarbonato é uma colher de chá, diluído em mais ou menos 3 colheres de sopa de água. Para o vinagre, eu recomendo uma colher de chá, diluído em duas xícaras de água. Você também pode usar o suco de uma colher de limão diluído em duas xícaras de água, lembrando que você deve enxaguar bem e não ter contato direto com o sol, no caso do limão.

O no poo é um método natural de lavagem dos cabelos. Fonte


Outra informação importante é que a quantidade de bicarbonato e vinagre varia de pessoa para pessoa, então é importante fazer o teste. Comece usando esta quantidade que lhes falei e se o cabelo ficar muito seco diminua e se ficar oleoso aumente. Por fim, quando se for usar o bicarbonato e o vinagre, use só na cabeça e não nas pontas, enxaguado em seguida. Não o deixe no cabelo por muito tempo, pois isso poderia deixar o cabelo ácido ao invés de regular o PH.

4)      Durante a fase 3 haverá um tempo de adaptação que poderá levar de duas a quatro semanas (ou mais se ele for muito oleoso). O ideal é lavar o cabelo como se lavava na fase 2, mas usando o bicarbonato, ao invés do xampu. Para a fase 4, o ideal é passar a usar somente água, depois que o tempo de adaptação com o bicarbonato passou. Lave somente com água por duas semanas e depois volte com o bicarbonato apenas no final da semana. Este tempo é útil para ajudar as glândulas a se adaptarem ao novo ambiente. Porém, uma dica: para cabelos muito oleosos, a fase 4 nem sempre funciona. Isto aconteceu comigo e eu uso o bicarbonato até hoje.

O no poo não funciona em todo mundo, pois depende do tipo de cabelo e tratamentos envolvidos. Fonte

O “no-poo” constitui-se de todas estas quatro fases, porém ele não funciona para todo mundo. No meu caso, eu fiz todas as fases e, infelizmente, na última fase, meu cabelo estava tão oleoso que parecia estar molhado. Eu voltei para a fase 2 e recomecei meses depois e agora fazem dois anos e meio que eu não uso xampu e nem condicionador.. De fato, como eu disse, pessoas com cabelo oleoso não se adaptam fácil com o “no-poo” e é preciso meses de adaptação, paciência e perseverânça. Além disso, em alguns casos, é preciso sim que um agente saponificante seja usado. Se você testar e der certo, fico grata de ter contribuído para que mais uma pessoa se torne auto-suficiente de mais um produto que é prejudicial ao meio-ambiente e à saúde e aos animais (já que a maioria das pessoas não usa xampu vegano), porém, se você não conseguiu, existem alternativas saudáveis de xampu e que não possuem parabenos e nem lauril sulfato em seus componentes.

Xampus orgânicos e veganos


Xampus orgânicos e veganos são uma ótima alternativa, caso o no poo não funcione.. Fonte
Uma informação importante sobre xampus orgânicos e veganos é que nem sempre eles são tão naturais como parecem. Na maioria dos casos, eles possuem o lauril e somente os parabenos estão de fora. Assim, procure ler a lista dos ingredientes e não compre se eles possuírem os seguintes componentes:
- formaldeídos como DMDM, hidantoína e bronopol: são potencialmente cancerígenos e alérgenos. São usados como preservativos.
- parabenos: são disruptores endócrinos, pois imitam a ação dos estrógenos Podem causar desregulamento do ciclo hormonal de mulheres e quando vão para a água, podem ameaçar a fauna, principalmente de peixes e anfíbios. Por fim, têm sido associados ao câncer de mama.
- fitalatos: associados à diminuição da produção de espermatozóides em humanos e animais. Usados para suavizar materiais, tornando-os mais maleáveis.
- BPA: disruptor endócrino similar ao parabeno.
- Triclosan: mais encontrado em sabonetes, pode levar à seleção de bactérias resistentes e são disruptores endócrinos.
- Sódio lauril sulfato ou outros tipos de sais de lauril sulfato: usados para dar espuma, este componente é irritante da pele, mucosas e olhos e é tóxico para animais aquáticos, acumulando-se em seus tecidos. Além disso, ele é um pesticida natural, usado, inclusive, como agrotóxico e por fim, se misturado a trietanolamina, pode produzir nitrosames, substâncias comprovadamente cancerígenas.

Maior contato com a natureza, maior reconexão, mais amor aos animais e ao planeta: no poo. Fonte

Não é sem motivo que eu resolvi aderir à técnica do “no-poo”. Além de me tornar mais auto-suficiente, eu venho notando uma melhora na minha saúde capilar e sei que boicotando estes produtos, poluo menos o meio-ambiente e minha saúde. Além disso, economizo dinheiro e não preciso gastar horrores com produtos orgânicos e veganos, que são geralmente mais caros.

*Para saber mais sobre esta história leia: "Os índios não usam xampu: constatações sobre a necessidade inexistente"

Veja o vídeo-guia sobre no poo abaixo e veja as quantidades para começar e como fazer!




Gostou? Compartilhe e não deixe de se tornar um seguidor via FacebookGoogle+ ou Twitter. Assine também nossa Newsletter.

Paz!







Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

94 comentários :

  1. Muito legal as dicas, vou começar a fazer.

    ResponderExcluir
  2. NossAAAA... Acabei de ler este post na calada da madrugada, nunquinha na minha vida eu ousei pensar sobre a parte oculta do xampú e condicionador, tem uma linha aqui em casa que até minha mãe questionou.e eu não soube responder o que seriam esses Parabenos. Com certeza vou fazer o teste e espalhar por aí, principalmente no grupo do face sobre cabelos, as mina vão pirá... Kkkk
    Já.add seu blog nos favoritos, mt obrigada por compartilhar coisas boas, Beijões !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão! Que bom que o texto te levou a refletir sobre estas questões! Quando percebemos, muito do que consumimos não é exatamente necessário! :D Paz!

      Excluir
  3. Meu cabelo é seco, acho que vale tentar!
    Em relação a filtro solar ecologicamente correto, você tem alguma sugestão?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia! Em breve farei um post sobre protetor solar. Gratidão pelo comentário!

      Excluir
  4. Acredito que a qualidade da água usada pelos índios, sem cloro, sem substâncias químicas, tbém favoreça muito a saúde dos cabelos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A água fria também é fundamental para a saúde dos bulbos capilares. A água quente que a maioria dos brasileiros estão acostumados a usar durante o banho "cozinha" os poros e bagunçam todo o funcionamento natural do nosso organismo que tem que se adaptar para compensar a disfunção térmica do banho. Diminuir a temperatura da água do chuveiro já ajuda, além de diminuir a conta de luz! =P

      Excluir
    2. Gratidão, ambos Anônimos! Sim, água quente pode inclusive gerar caspa e o excesso de cloro e sais danifica a saúde capilar. Para a água pode-se usar um filtro de chuveiro, mas imagino que seja caro.

      Excluir
  5. Muito legal! valeu pelo texto! vou tentar!

    ResponderExcluir
  6. Maravilhosa reportagem, precisamos de mais informações de como substituir por exemplo um desodorante, um perfume uma maquiagem. Grata .
    Angela Maria Marino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desodorante pode ser substituído pelo bicarbonato. Mais para frente, faço um postsobre maquiagem. Por enquanto, dê uma olhada no texto sobre desodorantes do blog: http://www.pensandoaocontrario.com.br/2012/11/a-polemica-dos-desodorantes.html

      Excluir
    2. Gent, importantíssimo: uma informação que ficou faltando no post é que tem que cuidar com os condicionadores também... Não é só parar de usar shampoo e continuar com a vida normal de condicionadores, máscaras, finalizadores e etc, porque provavelmente vai dar ruim. Sei que não é o foco do post, mas achei importante fazer essa ressalva. Bjs.

      Excluir
  7. Lave com agua de juá. Ferva 100 gramaa de raspa de jua pra 1 litro de agua. Ferrva por 15 min. Depois de coado passe um pouco nos cabeloa secos, massageie bem e enxague. O jua controla a oleoaidade, fortalece e é anti caspa. Qquer coisa me manda um email. gutasicoli@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pela dica, Guta! Juá também é ótimo para os dentes e gengiva. Veja nosso post sobre pasta de dentes: http://www.pensandoaocontrario.com.br/2012/09/a-nao-pasta-de-dentes.html

      Excluir
  8. Que legal!
    Eu há alguns meses estou usando o shampoo em barra da Soapness, mas sempre lavei em média 2xpor semana o cabelo.... Para quem tiver dificuldade nos primeiros passos, vale a pena conferir! O produtor desse xampoo é muito comprometido com a causa, muito apaixonado e produz tb sabão para roupas, sabonetes deliciosos, hidratantes, e um desodorante muito bom!

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Eu simplesmente amei! Eu realmente sou o tipo de pessoa que acredita que muito cosmético seja desnecessário.... acabei de ver uma receita de shampoo ( 1 colher de farinha de mandioca com 2 copos d'agua no liquidificador ) e achei maravilhoso. Talvez seja melhor do que o bicarbonato...

    Também gosto de esfoliar a pele com pó de café e, de vez em quando, hidratar o rosto com a casca da banana. Aconselho ;]

    ResponderExcluir
  10. Durante as fases de transição como ajusto o uso do condicionador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A transição costuma deixar o cabelo mais oleoso, então você não precisará do condicionador, pois será mais fácil de pentear. A ideia do "no poo" é deixar o óleo natural do cabelo. O condicionador tem a função de restabelecer o óleo que o xampu tira, então como você vai tirar o xampu, o condicionador não será mais necessário. Paz!

      Excluir
  11. Já ouvi pessoas que usam o aloe vera para lavar seus cabelos. Você pega a planta, tira a parte de fora, e utiliza apenas a parte de dentro para lavar. Não sei exatamente como é o preparo, mas acho que é uma outra forma viável de se lavar o cabelo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aloe vera pode ser usada sim. É preciso tirar a mucilagem (sem a casca), bater e colocar no cabelo como uma máscara. Deixe por uns 10 minutos e enxague. A função da babosa é nutrir o couro cabeludo, mas esta não tem a função de tirar o excesso de óleo. No período de transição, se ficar oleoso, use bicarbonato e se sentir que precisa de nutrição, aplique a babosa. :D Paz!

      Excluir
  12. Uau!! Quanta informaçao de ouro! Sou grata por isso! :)
    Há algum tempo venho buscando ser mais organica em diversos sentidos, tornando meu consumo consciente e natural.. Tou usando shampoo menos toxico, mas agora vou seguir suas dicas. Grata!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão! Que bom que o blog te inspirou! Paz!

      Excluir
  13. Nunca tinha lido sobre isso, interessante... Já fiquei algum tempo sem usar shampo, não por idealização, mas porque estava acampando em um lugar maravilhoso e seria um crime jogar químicos naquela água. Percebi que a qualidade da água influencia e MUITO na saúde do cabelo, infelizmente nas cidades, nossas águas estão saturadas de cloro, flúor e adições de minerais.. Quando estou na cidade minha pele e cabelo mudam completamente, quando estou só no banho de cachoeira a textura e saúde são outras, é incrível a mudança!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem filtros para chuveiro mas são bem caros. Você pode tentar um desses! Gratidão pelo comentário!

      Excluir
  14. Camila, adorei este post! É impressionante como a indústria e a publicidade criam "verdades" e necessidades que não existem, como é o caso do leite, do fluor e da maioria dos produtos de beleza. Gratidão pela info!

    ResponderExcluir
  15. Eu parei de usar shampoo de um dia para o outro. Sem vinagre, sem diminuir aos poucos, nada. Apenas parei. Ha mais de 8 meses e meu cabelo hoje em dia é como sempre foi, liso, solto, normal. Nos primeiros meses, sim mesesss, ele ficou bem oleoso, mas eu não ligo muito para aparência então fui deixando. Eu simplesmente massageio bem o couro cabeludo com os dedos, perco uns bos 3-4 minutos fazendo isso, o que ajuda a crescer o/, e ele fica limpo. Eu lavo meu cabelo todo dia, por que eu tomo banho todo dia e tenho preguiça de colocar touca, mas ele fica tranquilo... a vida sem shampoo é ótima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa sua dica de massagem! Algumas pessoas realmente não precisam do bicarbonato e nem passam por período de transição. Que bom que está funcionando! Paz!

      Excluir
  16. Adorei a reflexão! E em relação ao cheiro, existe alguma alternativa? Adoro o cheirinho do xampu rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por experiência própria, o cabelo não fede, mas também não fica com cheiros característicos. Se quiser perfumar os cabelos após o banho, use uma gota de óleo essencial no pente e penteie os cabelos. Pode ser o óleo de sua preferência, mas eu indico lavanda e alecrim, que fazem bem para o couro cabeludo. Paz!

      Excluir
    2. A questão é: onde estão estes oleos?!

      Excluir
    3. Mycaelly, pelo que entendi de sua questão, você quer saber onde encontrá-los, é isso? Bem, escreva "comprar" + "óleos essenciais" no Google e procure por lojas virtuais. Eu sempre comprei assim, pois morava longe do centro. Se você morar em cidade grande, procure por lojas de produtos naturais. Já encontrei em várias, mas existe a opção de fazer chás com as plantas, como lavanda e alecrim, e jogar no cabelo após a alvagem, sem enxague. Isto ajuda também. Paz!

      Excluir
  17. Pois é. Tempos atrás perguntei a um amigo o que ele fazia para ter os cabelos tão saudáveis. Ele tem cabelos na altura da cintura que causam inveja a qualquer mulher, de tão lindos. Ele me respondeu "uso sabão e água. Só".

    Semanas depois me convenci e tentei fazer o mesmo: ser natural. Aboli shampoos e condicionadores caros, óleos reparadores, tintura (luzes, mechas), sachês de hidratação, tratamentos de choque, chapinha, babyliss e etc. RESULTADO: em alguns meses, depois das mechas e luzes crescerem o suficiente para eu cortá-las fora, meu cabelo surgiu hidratado, com movimento, sedoso e incrivelmente brilhoso. Fiquei muito satisfeita com o resultado. Agora apenas uso um shampoo baratinho, sem condicionador nem nada.

    Efeitos:
    - recebo elogios diários sobre o meu cabelo (muitas vezes de desconhecidos)
    - gasto no máximo 5 reais a cada dois meses com shampoo
    - tenho os cabelos do jeito que sempre quis
    - as gurias do trabalho e da faculdade piram, mas infelizmente não têm coragem de tentar a mudança
    - não tenho mais problemas de auto-estima - se meu cabelo está bonito, nada me impede de sair passear.

    ResponderExcluir
  18. Muito boa a iniciativa, que se multiplique!

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Fiquei muito feliz que mais pessoas estão a procura de alternativas saudaveis e não poluentes e achei um dos melhores textos sobre no-poo até agora, parabéns mesmo pela pesquisa muito bem feita!

    No entanto gostaria de fazer uma ressalva: a informação erronea de que shampoos organicos tem substancias nocivas (que sim, procede e são encontradas em shampoos convencionais) - na verdade isso se refere a um produto greenwahing, ou seja aquele q tenta se passar por organico pra enganar o consumidor, mas cabe perfeiotamente a um shampoo considerado vegano, o que é considerado vegano aqui no Brasil é somente livre de ingredientes animais,sem testes em animais mas ainda se trata de produto convencional.

    Shampoos organicos não contem essas substancias citadas no texto - que são proibidas pelo regimento de produto organico, ´pra isso é só procurar marcas certificadas pelo Ecocert ou IBD aqui no Brasil
    Também existem alguns shampoos artesanais que são 100% naturais.

    No mais eu gostei muito mesmo do texto! Gratidão por mostrar as verdades que nos fazem engolir!
    http://www.projetobelezasaudavel.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yumi! Gratidão pelo seu comentário. É verdade que podem existir muitas marcas que se dizem ecológicas, mas não são de fato orgânicas. No mais, é importante procurar produtos sem os ingredientes nocivos, por isso é sempre bom ler o rótulo. Acho que o veganismo ainda está começando no Brasil e muitos fabricantes ainda não têm consciência de que não adianta apenas lutar pelos direitos dos animais e esquecer de todo o ecossistema em si. Na Europa, muitas marcas veganas já disponibilizam produtos sem óleo de palma, sem petróleo e livre de transgênicos. Esta é uma conscientização que temos que trabalhar aqui no Brasil. Abraços,

      Excluir
  20. Camila! Gratidão por todos esclarecimentos! Tentarei essa vivência! Mas aqui, existe um fator a mais a ser observado, e penso que possa estar relacionado ao fato de não ter dado certo com vc tbm: a qualidade da àgua!!
    Aqui em minha cidade a àgua possui uma qualidade tão beixa que é muito comum entupir os buraquinhos do chuveiro (coisa de um mes de uso). Quando me mudei para cá, as alterações capilares foram muito nítidas para mim...será que não é essa a questão que acontece com vc?
    Você já chegou a ler algo que relacionasse a qualidade da àgua com o movimento "no-poo"? Se sim, seria interessante partilhar isso aqui no blog!!!

    Mais uma vez grata por todas informações!
    Sucesso!
    Luz, Paz e Amor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marina! Gratidão pelo seu comentário. Bem, eu já li a respeito e de fato a qualidade da água influencia sim. Em especial, a presença de sais na água - especialmente o calcário - pode entupir o chuveiro e também deixar o cabelo mais seco ou o couro cabeludo desequilibrado. Para tal, existe a solução do filtro de chuveiro. Sei que é comum a venda na Europa, pois a água contém muito cálcio, mas no Brasil não sei. Talvez esta seja uma boa solução para você! Sobre meu cabelo, finamente ele se estabilizou! Agora uma colher de chá de bicarbonato e uma de vinagre, ambos misturado com água, são suficientes para limpar e isso uma vez por semana. Nos outros dias (se precisar) lavo com água somente. O cabelo não fede rsrs. Por fim, banho meu cabelo com chá de alecrim depois de tomar banho e não enxáguo. Fica um cheiro muito bom e dura um dia e meio. Você pode usar chá de lavanda também.Muita luz, paz e amor para você também!

      Excluir
  21. Existe uma planta http://www.lookfordiagnosis.com/mesh_info.php?term=Sapindus&lang=3 que já usei como xampu, como detergente na pia e até lavei uns tapetes na maquina, ela dá espuma e não deixa o cabelo nem oleoso nem ressecado. Descontinuei o uso por pura preguiça devo confessar, mas é excelente! A a´rvore é conhecida popularmente como Sabãozinho, Noz do Sabão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Chirley! A dica é muito útil, principalmente para o uso como lava-roupas. No Brasil, uma solução é também o juá, que limpa bem o cabelo. Paz!

      Excluir
  22. Camila boa noite tudo bom? Gostaria de compartilhar algumas idéias a respeito desse post
    1- Eu me chamo José Roberto (z); deveria/costumo a usar xampu, mas diariamente, nunca deixei de usar xampu (depois desse post tentarei não usar). Apresenta-se em mim um problema de caspa terrível, que me obriga a usar xampus específicos, além do stress rotineiro que me causam leve queda de cabelo.
    2-Pelas minhas experiências notei que ambos os problemas (acima) são contornáveis sem o xampu (citarei algumas ideias abaixo), e ainda que existe um outro agravante = o 'ph'/'oleosidade' (sem base cientifica, é como eu identifico empiricamente) do próprio corpo.
    3- Vc já notou quantas vezes passa as mãos pelo cabelo no decorrer do dia? Já notou se suas mãos soam muito? Se o suor de suas mãos parece 'pegajoso'? - Faço essas, pois passei a observar que minhas mãos soam (em quantidades normais eu diria) e às vezes meu suor é meio pegajoso; eu levava muitas vezes ao dia as mãos ao cabelo, principalmente para arruma-lo (ainda mais quando tive cabelo comprido), o que o deixava oleoso rapidamente (cerca de 1 ou 2 dias, era o suficiente para agravar a acne do meu rosto) e me causavam coceiras no coro cabeludo! Talvez desde minha adolescência tenha sido assim, não sei ao certo.
    4- Recentemente (uns 4meses), comecei a observar-me e a partir dai decidi fazer alguns teste (que ainda está em andamento); parei de arrumar o cabelo, apenas o penteio 1 vez ao dia com a escova e eventualmente o prendo com uma tiara (estou deixando meu cabelo crescer novamente, mas ele ainda é curto com uma franja até os olhos). Desse modo notei que a oleosidade corriqueira, as coceiras e por consequência a acne diminuíram bem, além da descamação do meu coro cabeludo que também assentou; o que antes demorava 1 dia para ficar oleoso, agora demora quase uma semana, normalmente ao final deste período eu lavo meu cabelo com os xampus especiais para caspa e para queda de cabelo.

    5-Outros pontos importantes dentro dessa experiência que ainda quero testar: o que acontece quando faço exercícios físicos? Ou quando meu cabelo soa mais que o normal? Ou quando tem contato com agua não potável, por exemplo, das primeiras chuvas após longo período de seca? É uma experiência que ainda está em andamento. Agora com a leitura de teu post tentarei abolir os xampus para ver o que acontecerá nesse experimento. Outra pergunta que me persegue é quanto ao cheiro: invariavelmente + de 3 dias sem lavar o cabelo o odor se torna desagradável, não necessariamente forte (acredito que seja por conta dos resíduos de pele morta de nosso coro cabeludo), alguém sabe de algum processo natural para diminuir isso? Ou substituir o cheiro do xampu de forma durável? Será que existe essa possibilidade? – Sei que para as axilas, talco neutro inodoro, funciona perfeitamente como desodorante, preservando o cheiro natural do corpo e fornecendo proteção, mas ainda não encontrei equivalente para o cabelo.
    Nota: que isso que citei a cima, tem sido observado por mim e tenho caminhado por onde parece funcionar mais para mim, não há estudo, base cientifica e nada do gênero, mas que talvez sirvam de algum modo para orientar observações a respeito para quem tem tentado se livrar de xampus – Saudações cordiais a todos - Z

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José Roberto! Sobre o suor, você fez certo em tentar diminuir o contato com suas mãos com cabelo e pele, porém é normal e saudável suar e o problema maior se dá com o cheiro. O cheiro do suor se relaciona principalmente ao que você come, pois a sudorese é também uma forma do organismo se livrar de toxinas que ingerimos e estas dão o cheiro. Por isso, uma dica é você tentar abolir alimentos processados e industrializados da sua dieta, e até mesmo considerar o veganismo (ou vegetarianismo como passo intermediário). A carne e derivados contêm alta quantidade de antibióticos e hormônios, além do excesso de gordura saturada. Talvez isso ajude, mas lembre-se, se for virar vegano, se informe bem sobre a dieta e como substituir. Por fim, sobre o cheiro do cabelo, você pode procurar usar o bicarbonato e o vinagre apenas uma vez por semana e lavar com água em dias intermediários. Isso irá limpar o suor. Para deixar cheiroso, ferva dois copos de água potável, desligue o fogo e coloque duas colheres de sopa de alecrim ou de lavanda. Tampe a panela e aguarde até amornar. Quando for lavar o cabelo, lave normalmente e depois de já ter tomado todo o banho, jogue o chá na cabeça e massageie. Não enxágue. Você notará que o cabelo ficará cheiroso e dura mais ou menos um dia e meio. Estas plantas também são boas contra caspa, pois têm propriedades antissépticas. Se quiser manter o cheiro, compre óleo essencial de uma destas plantas (não é essência) e coloque uma gota no pente, quando for pentear. Não ponha mais do que isso, pois o cabelo pode ficar oleoso. Paz!

      Excluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Argon, se o seu cabelo está ficando muito seco com o bicarbonato, aconselho que você o meça com uma colher medida todas as vezes que for lavar. Isso vai te ajudar a saber a quantidade exata. Faça o teste e se ficar seco, diminua pela metade e assim por diante. Para que o bicarbonato faça efeito, deixe a solução no cabelo por alguns minutos e massageie. Você vai notar que a mão vai escorregar um pouco e isso quer dizer que o óleo está saindo. Eu uso 1/2 colher de café de bicarbonato e funciona bem. Lembrando que ele só deve ser colocado na cabeça e não nas pontas (se o cabelo for grande). Além do bicarbonato, depois de enxaguar, molhe as pontas de seus cabelos com uma solução de 1 colher de chá de vinagre para um copo americano de água. Isso ajuda a amaciar e tira a secura das pontas. No começo, você vai perceber que ele ficará limpo um ou dois dias e depois ele vai ficar oleoso. Isso faz parte do processo. Vá lavando conforme sente necessidade e intercalando os dias até que só precise lavar uma vez por semana. Se ainda assim continuar muito seco, você é um dos sortudos que só precisa lavar com água. Algumas pessoas com cabelo excessivamente seco usam óleo de coco nas pontas, o que ajuda a amaciar o cabelo. É uma quantidade bem pequena mesmo, como 1/4 de colher de café. Espalhe nas mãos e passe nas pontas. Espero ter ajudado! Paz!

      Excluir
  24. Você é legal... Amei💜 Vida longa pra você!

    ResponderExcluir
  25. Camila, Gratidão pelas informações e esclarecimentos flor. E é isso aê , vamos aos poucos nos unindo, para boicotar e mostrar quem realmente são essas indústrias demagogas, que dizem fazer produtos para o nosso melhor. Bons ventos querida !

    ResponderExcluir
  26. Sobre o bicarbonato e o vinagre: Faço uma mistura de cada e uso a mistura de bicarbonato como se fosse o shampoo e a de vinagre como se fosse o condicionador?
    Tenho outra dúvida também, eu não lavo o cabelo com frequência, lavo mais ou menos de 2 em 2 semanas, as vezes até depois de 3 semanas e meu cabelo não é oleoso e nem seco, sera que posso passar direto para o terceiro passo?
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helena! Bem, o bicarbonato é responsável por tirar a gordura, então poderia ser visto como o xampu. O vinagre (use solução com água e não vinagre puro) reequilibra o PH e deve ser usado só nas pontas. Ele amacia o cabelo e portanto poderia ser visto como condicionador. Mas, no seu caso, seu cabelo parece viver em equilíbrio, pois você não lava com muita frequência e ele continua bem. Assim, você pode sim passar para a fase de água pura se quiser. Faça o teste e veja o que acontece com o cabelo. Se começar a produzir muito óleo, comece a usar o bicarbonato. Paz! :)

      Excluir
  27. Oi! Amei seu post! Adoro o movimento lowpoo/nopoo! Estou na fase 2, lavando bem menos vezes e usando uma quantidade pequena de shampoo e condicionador. Mas, reparei que se tento usar menos condicionador, não consigo desembaraçar. Alguma dica pra tirar os nós? Essa questão do desembaraçar é o que está me brecando no processo!
    Gratidão pelo lindo post, flor! Mta luz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabi! Gratidão pelo comentário! Bem, o produto que funciona como condicionador no no poo é o vinagre. Ele amacia o cabelo e corrige o PH (que ficou básico, devido ao uso do bicarbonato). A maioria das pessoas que faz o no poo recomenda o uso do vinagre de maçã diluído em água somente nas pontas (do mesmo jeito que você costuma usar o condicionador), mas eu uso no cabelo todo e por isso, acho que depende mesmo de cada um. Uma dica que eu te dou, é medir a dose de vinagre e bicarbonato a cada lavagem. Uma colher medida é indicada. Isso te ajudará a medir se o cabelo ficou muito oleoso (muito vinagre ou pouco BS) ou muito seco (pouco vinagre ou muito BS). Se isso não ajudar, você pode usar óleo de coco como creme desembaraçante, mas depende do seu tipo de cabelo, pois funciona melhor para cabelos encaracolados e secos. Por fim, ao pentear, sempre comece pelas pontas e vá tirando os nós. Isso evita quebrar o cabelo. Paz!

      Excluir
  28. Faz uns dez meses que eu tô lavando meu cabelo com sabão de coco. Meu cabelo é encaracolado, e desde a primeira vez que usei o sabão percebi que os cachos formam bem melhores. Mas eu mudei radical mesmo, do xampu direto pro sabão. E substitui o sabonete também. Outra coisa que faz eu sentir meu cabelo e pele mais saudável é desligar o chuveiro. Água fria é um santo remédio! Conheço gente que tem substituído até mesmo o desodorante por bicarbonato e perfume. Um dia chego lá...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pelo seu valioso relato. Eu já uso o bicarbonato como desodorante e como xampu. São ótimos e meu cabelo também está muito melhor. De fato, você tem razão sobre a água fria, que ajuda bastante na saúde dos cabelos. Paz!

      Excluir
  29. Camila, uma dúvida... Lavar os cabelos (só com água), pode ser todo dia? Ou não é saudável manter os cabelos diariamente molhados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberta! Não é saudável deixar os cabelos molhados, pois isto propicia a criação de fungos no couro cabeludo. É por isso que é ideal lavar os cabelos só quando necessário e deixar secar naturalmente depois. Se você fizer o no poo e esperar o temo correto de adaptação, seu cabelo só ficará oleoso após alguns dias e é neste momento que você deve lavá-los. Ouça seu corpo pedir. Caso seu cabelo seja seco e nunca estiver oleoso, o ideal é lavar uma vez por semana só com água. O uso de bicarbonato e vinagre não é necessário para todo mundo. Vai de você perceber o quão oleoso seu cabelo fica. Tem gente que só lava com água, pois não sente necessidade de usar o bicarbonato (que ajuda a tirar a gordura em excesso). Uma dica: não durma com os cabelos molhados também, pois ajuda a criar fungos. Boa sorte e paz!

      Excluir
  30. Oi xará! hehe

    Adorei seu post e vim deixar uma contribuição^^

    No livro Curly Girls, a cabeleireira norte-americana Lorraine Massey apresenta as técnicas de No Poo e Low Poo (pouco shampoo). Ela tem cabelos cacheados, e descobriu, em si mesma e em clientes, que a adoção dessas rotinas valoriza muito os cachos, por preservar sua oleosidade natural e nutrientes.

    Bom, logo, o que faltou no seu post foi o Low Poo^^ Vc não precisa iniciar o No Poo de cara, lavando só com água. Aliás, no No Poo vc não precisa necessariamente lavar só com água. Os próprios índios usam extratos naturais para auxiliar na limpeza, já q é difícil remover óleo só com água.

    Low Poo: usa-se shampoos sem sulfatos, de preferência orgânicos e naturais. Eu uso shampoo em barra da Sementes de Gaia, feito à mão e sem nenhum componente químico. Limpa mesmo!! Uso 3x por semana (dia sim, dia não). Quando usava sulfato, tinha cabelo terrivelmente oleoso e pontas quebradiças. Agora, o cabelo tá sempre soltinho, brilhante, sem frizz e sem pontas duplas. E tá crescendo!!!!!

    No Poo: Outra alternativa é o co-wash (lavar com condicionador). O condicionador contém emulsificantes q fazem q água e óleo se misturem, o q ajuda na limpeza. Algumas pessoas adicionam anfótero betaínico, um surfactante leve, para uma maior limpeza (bom pra quem tá começando!!). Escolham um condicionador sem petrolatos e silicones, substâncias q só maquiam os fios e só saem com sulfato.

    Além do bicarbonato com vinagre (q eu particularmente não gosto, mas muitas pessoas adoram!!), pode-se limpar os cabelos com argila. É feita uma pasta com argila e água, ou argila e vinagre de maçã. Passa no couro cabeludo, massageia...Nos fios, tem q passar devagarinho na hora do enxágue, para o atrito não quebrar os fios...Essa limpeza, pelo q li até agora, é mais profunda, não é para uso diário. Lavagem com argila pode ser a cada 15 dias ou 1x mês. As argilas são terapêuticas e trazem muitos benefícios. Essa ainda não testei, mas o shampoo em barra e co wash eu garanto q limpam!! Meu cabelo é fininho e era muito oleoso^^ ERA!!!! :D Agora é normal e tá sempre esvoaçante e limpinho^^

    Pode-se ainda intercalar as técnicas, vc pode fazer No Poo, mas lavar de vez em quando com shampoo natural sem sulfato. Enfim...é testar e ver o q melhor se adapta^^

    Eu estou no Low Poo com shampoo em barra^^ hehe. A Érika Nasch, q faz o shampoo, aconselha usar como condicionador vinagre de maçã com mel e água, e borrifar nos fios. Hidrata e dá muito brilho!!

    Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (teclado sem acento) Ola Camila, gratidao pela sua contribuicao. Eu acredito que cada pessoa deva saber o que e melhor para si, mas para mim o que sempre funcionou foi a ideia de que simples e sempre melhor. Como ja nao uso xampu ha dois anos e somente uso bicarbonato e vinagre em uma quantidade muito pequena, acredito que nao seja necessario nenhum outro componente mais complicado, mas sei que algumas pessoas tem a sensacao de que o simples nao funciona tao bem e acabam querendo criar produtos complexos, contendo varios ingredientes. Acredito que isto seja um pouco psicologico, pois conheco pessoas com cabelos cacheados ou liso grosso ou levemente cacheados que fazem no poo (alem do meu que e liso fino e oleoso) e sei que, em todos, o bicarbonato so e necessario nos mais oleosos e que os cacheados nem mesmo precisam de qualquer ingrediente, a nao ser agua, apos o periodo de transicao. No caso, somente uma nota: o no poo nao significa usar somente agua, mas sim nao usar xampus, mesmo que eles sejam usados no low poo. Geralmente, cabelos mais secos ficam bem com agua somente, mas os oleosos precisarao de um pouco de bicarbonato (ou talvez um banho de argila a cada 15 dias, como voce comentou). Sobre a sua ultima receita com mel, eu espero que as pessoas possam refletir sobre a exploracao e sofrimento a que passam as abelhas para que se consiga este produto. Apesar de saber que meu publico nao e totalmente vegano, espero que ao menos as pessoas possam questionar a escravidao a que os animais (inclusive abelhas) passam nas maos humanas. O uso de mel como um todo ja pode ser considerado anti-etico, mas em se tratando de seu uso em cosmeticos, acredito que fique ainda mais injustificado seu uso, pricnipalmente quando ha receitas sem o uso de qualquer forma de exploracao animal. E por isso que sempre aconselho o uso do que e simples, pois quando comecamos a complicar, aumenta-se o risco de se usar ingredientes que maltratem de alguma forma o meio-ambiente, o ser humano ou outros animais. Este e somente um conselho, claramente, afinal cada ser humano tem seu proprio livre-arbitrio. Gratidao, desde ja pelo comentario valioso e vamos torcer para que mais pessoas comecem a pensar ao contrario. Paz!

      Excluir
  31. Oi Xará! Obrigada pelo retorno e tbm pelo questionamento em relação ao mel.

    Eu passei as dicas sobre low poo, co wash e lavagens alternativas com a ideia de auxiliar na transição para o No Poo. Vc disse q passou por períodos de cabelo oleoso, e já vi relatos de pessoas que, diminuindo o shampoo gradualmente, não tiveram o momento desagradável de transição. Então, a sugestão pra quem deseja fazer No-Poo é migrar primeiro a um shampoo sem sulfato, depois co wash e lavagens alternativas, com bicarbonato ou argila...Até q o couro cabeludo vá normalizando a produção de sebo, e vc usa só água, podendo continuar com a argila/bicarbonato a cada 15 dias...Tbm li q muitos adeptos do No Poo (water only) usam chás borrifados após a lavagem com água. O Alecrim, por exemplo, é antisséptico e previne a caspa. O juá tem propriedades saponificantes. Mas cada pessoa tem q ir sentindo em seu cabelo se pode parar direto ou gradualmente ;)

    Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (teclado sem acento) Ola Camila! Gratidao pelas dicas! Sim, e muito bom usar chas apos a lavagem. Eu uso cha de alecrim, que alem de prevenir caspa e deixar o cabelo mais saudavel, ainda deixa ele bem cheiroso por uns 2 dias. Eu tambem recomendo o cha de lavanda, para quem tem em casa ou sabe onde comprar. Fica bem cheiroso. Sobre o low poo, verdade! Acho que e uma boa fazer a transicao com xampus organicos, sem sulfatos. Cada pessoa vera o que e melhor par ao cabelo. Eu demorei um pouco para acertar o no poo. A primeira vez que tentei, fui de uma vez e fiquei duas semanas so lavando com agua, mas nao funcionou. Depois, eu comecei a lavar com xampus (veganos, mas com sulfato, infelizmente) de tres em tres dias, quatro em quatro dias e por fim, so com agua ate chegar ao bicarbonato. Funcionou. Acho que para quem tem cabelo seco, e bem mais facil, imagino. Paz!

      Excluir
  32. Eu tenho cabelos brancos e uso tintura, já tentei tingir de chá preto mas não funcionou, sera que a quimica da tinta vai impedir que eu tente ficar sem os sampoo? 7 meses lavo os cabelos apenas 1 vez por semana e isso não deixou eles "sujos" nem fedidos, o que prova que a necessidade de lavar todo os dias é mais "condicionada psicologicamente" do que exatamente por higiene...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo, acredito que a tintura não será um problema para iniciar o no poo, afinal, haverá ainda menos produtos químicos interagindo com a tintura. Porém, se você está pensando em fazer o no poo para se livrar do excesso de químicos, neste caso, uma tintura destas comuns não é mesmo indicada, pois até pelo cheiro dá para perceber que bem não faz! Te recomendo a henna, que é mais natural ou o índigo, que deixa o cabelo escuro. É mais forte que chá preto. Recomendo este post aqui do meu blog para saber mais sobre tinturas naturais: < http://www.pensandoaocontrario.com.br/2014/05/como-tingir-o-cabelo-naturalmente.html >. Boa sorte! Paz!

      Excluir
  33. oi, tudo bem? ~
    eu fiz essa técnica ano passado, fiquei meses sem lavar, acredita? (lavava só com água). Como eu estava muito ocupada estudando muito, nem me dava conta realmente do que estava acontecendo com o cabelo,(meu cabelo n dá trabalho, preto e liso, ok) e um belo dia eu vi que ele estava cheio de crostinhas, ai eu voltei a usar shampoo, mas bem pouco.. lavo 1 vez por semana e olhe lá, mas no meu caso é mais incômodo mesmo, pois meu cabelo passa da bunda e quando eu lavo ele fica molhando a minha calcinha e pernas ¬¬ é bem desconfortável kkkkkkk e eu não tenho tempo para secá-lo, minha vida é mto corrida para gastar passando secador.. fazer unhas.. enfim ~ cada um com as suas preferências ;D

    ResponderExcluir
  34. Oi querida! Há alguns meses venho testando isso em meus cabelóleos hahah e até que tem dado certo. me rendi uma ou duas vezes ao xampu, por preguiça e comodidade, mas agora me organizo melhor para que isso não aconteça mais. O uso de ervas também ajuda a controlar a oleosidade, a soma de alecrim+cavalinha+tomilho diminuiu MUITO a oleosidade dele, e deixou um cheirim bem gostoso.

    Fuerza! um beijo, e agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cris! Força para você também! Meus cabelos nunca estiveram tão bonitos! O no po demora, mas depois é dez! Paz!

      Excluir
  35. Texto maravilhoso, obrigada por compartilhar. Moro há anos fora do Brasil e quando vou ai sofro ao ver como o Brasil tem ficado para trás em consciência e cuidados de vida saudável, a falta de informação e produtos orgânicos. Para cabelo oleoso recomendo a lavagem a seco com aveia. É só esfregar pelo couro cabeludo, com o cabelo seco, sem se machucar, mas abundantemente e a oleosidade desaparece. O faço já há alguns anos e funciona. As vovós recomendavam o talco, mas eu prefiro a aveia que ainda por cima faz muito bem a pele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pelas dicas! Não conhecia a dica da aveia. Vou testar. Acho que há mais produtos no exterior, mas no Brasil há muitos conhecimentos que foram perdidos nos países desenvolvidos, como o uso de ervas medicinais e ingredientes simples no cuidado. No Brasil, ísso é mais comum. O importante é valorizar isso porque está se perdendo. As pessoas preferem máquinas do que sabedoria. Vamso juntos! Paz!

      Excluir
  36. Camila, adorei seu post! Meus cabelos são cacheadinhos e eu estou louca para aderir o no poo. A única dúvida que me resta é que mesmo não utilizando nenhuma técnica low / no eu não costumo lavar os cabelos com tanta frequência. Vi em uma de suas respostas nos comentários que você conhece pessoas de cabelos cacheados que aderem a técnica do bicarbonato e vinagre e queria saber se você conhece alguma dica para cuidar dos cachos no dia seguinte, pois eles sempre acordam mais amassados e etc.
    Grande abraço. Adorei o blog :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda! Gratidão pelo seu comentário. Bem, imagino que você queira alguma dica relacionada a deixar os cachos mais definidos, não é: Bem, do que eu li, o que as pessoas costumam usar como um pós no poo é o óleo de coco. Você põe um pouco nas mãos, espalha bem e depois define os cachos. Entretanto, eu só sugiro fazer isso se seus cabelos forem secos. Há outros óleos que podem ser usados e talvez um desses seja melhor para você. São eles o óleo de amêndoas e o óleo de semente de uva. Espero ter ajudado. Paz!

      Excluir
  37. Legal isso porque quando a gente vai pesquisar aparece coisas do tipo "A importância do xampu e do condicionador para os cabelos" porque isso virou um padrão entre a sociedade como tantos outros, mas a gente percebe que nem sempre os cabelos eram feios quando não existia xampu e os índios provam isso é só mais uma coisa para a gente gastar dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Com o tempo perceberemos que não somos dependentes de nada. Todos juntos somos fortes. Paz!

      Excluir
  38. Camila querida, nem sei como agradecer você! Há tempos já me incomodava com a poluição e o excesso de água desperdiçado por conta do uso de xampú+condicionador... Já usava bem pouco desses produtos, mas depois de ler suas dicas, resolvi testar... O Resultado é simplesmente MARAVILHOSO! No primeiro dia meu cabelo ressecou um pouco por conta da quantidade de bicarbonato de sódio que coloquei, mas depois acertei a quantidade não poderia ter sido melhor!!! Eu tenho o couro cabeludo muito oleoso, o que me causava um problema bastante incômodo, que é a dermatite seborreica (não sei se tem a ver, mas eu tinha isso) e como por um milagre, esse problemas foi resolvido! Há mais de 15 anos eu não via meu couro cabeludo branquinho, pois estava sempre irritado, coçando e depois de 2 dias sem lavar, com muita caspa e meu cabelo caia bastante, mesmo tendo muito cabelo, a quantidade que caía era assustadora... Porém o método bicarbonato+vinagre de maçã diluídos simplesmente ACABARAM com isso! Eu realmente estou muito feliz e muito agradecida por ter tido a sorte de encontrar seu site! Obrigada, obrigada, obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão, Danielle! Boa sorte e fico feliz que tenha funcionado. Paz!

      Excluir
  39. Prezada. Li com prazer e muita atenção seu post. Por isso envio para você link com artigo sobre as bactérias de pele que devem ser presevadas para atingir o objetivo proposto. Talvez uma ajuda para os diversos passos sugeridos seja como conseguir um pouco destas bactérias. Grande abraço. http://mobile.nytimes.com/2014/05/25/magazine/my-no-soap-no-shampoo-bacteria-rich-hygiene-experiment.html?referrer=&_r=0

    ResponderExcluir
  40. Da postagem anterior. Meu nome é Victor Quintana Flores. Prof Dr. Da UENF Campos Rj.

    ResponderExcluir
  41. Ameeei, ótimas dicas! Meu cabelo é cacheado e volumoso, muito seco e cheio de frizz, será q dá certo? :s com qual frequência devo lavá-los com água pura e com vinagre e bicarbonato? Desde já muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alana! O método que expliquei no texto vale para todos os tipos de cabelo. A frequência vai depender do seu cabelo. É algo muito pessoal. A dica que dou é ir testando e observando até chegar a uma quantidade adequada e frequência de lavagem. Boa sorte. Paz!

      Excluir
  42. Que massa! Adorei :) Mas será que seria possível com cabelos com química? O meu na verdade nem tem, mas to pensando em usar tonalizante...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariana! Acredito que seja possível sim, até porque o meu tem henna e está bem saudável. Claro que se você descolorir tudo e tingir de azul, por exemplo, seu cabelo vai ficar fraco, náo h[a milagres, mas um simples tonalizante, náo deve danificar muito o cabelo. Fa;a o teste. Te garanto que haverá sensação de liberdade por não ter mais que gastar tempo naquela sessão gigante de cosméticos. Paz! :)

      Excluir
  43. Olá! Tenho usado o bicarbonato/vinagre no fds e low pop durante a semana... Posso isar o bicarbonato/vinagre mais vezes na semana? Ha alguma contraindicação?

    ResponderExcluir
  44. Prezada Camila, seus artigos são simplesmente excelentes e necessários. Parabéns! Por favor me explique pois não entendi muito bem como usar o bicarbonato com o vinagre. Usa-se os dois juntos, ao mesmo tempo, misturados ou separados, primeiro um depois o outro?! Pelo que entendi primeiro eu uso o bicarbonato diluido na proporção de água como shampoo e depois uso o vinagre como condicionador é isto mesmo? Grato pela resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Osias, gratidão pela mensagem. Sim, primeiro adicione o bicarbonato no cabelo. Massageie bem até sentir que seus dedos estão um pouco escorregadios. Isto quer dizer que limpou. Enxague. Depois, finalize com o vinagre adicionado com água (não ponha vinagre puro na cabeça). Massageie e enxague imediatamente. Se seu cabelo ficar muito seco, diminua a quantidade de bicarbonato. Vá testando, até achar o ponto certo para você. Paz!

      Excluir
  45. Amei a pagina toda e amei a matéria tão bem escrita sobre o low e o no poo. Já comecei a diminuir o shampoo e ja ja mudo de fase. Tenho o privilegio de morar no Pará, na beira de um rio que nasce dentro da nossa fazenda. Minha água é pura, sem nenhum aditivo. Sai do subsolo direto pros canos da minha casa. Com certeza isso vai fazer muita diferença. E outra é os produtos que tenho plantados no meu quintal. Limão, laranja, babosa, coco (faço meu oleo). Vou postar daqui uns meses meu resultado pra vcs. Um beijo enorme e grata por dividir conosco tanta pesquisa e conhecimento.

    ResponderExcluir
  46. Camila, seu texto foi um dos melhores que vi sobre não usar xampu (prefiro não usar o termo em "inglês").
    Você não cai na chatice do modismo ou da reprodução de falácias que são copiadas e coladas sem alteração de vírgulas (cópias mesmo!! e sem dar os créditos ao original!)em blogs por aí.
    Porém a afirmação sobre o cabelo dos índios não é exata. Eles usam dos recursos naturais disponíveis nos cabelos, e seus cabelos são lisos, fortes e brilhantes por condicionamento genético.
    Uma pessoa nos comentários disse que sem o xampu o cabelo dela está fininho e esvoaçante. Ela tem cabelos lisos, e provavelmente eram oleosos.
    Mas nós, cacheadas, não temos essa possibilidade, pois nosso cabelo tende a ser mais seco, e os cachos só definem legal após molhar. Eu lavo todo dia.
    Na minha infância, usávamos sabão de coco pra lavar o cabelo. Há alguns anos eu produzo meu sabão de banho, processo a frio ou a quente. Este sabão é uma alternativa do bem para não usar xampu.
    Quanto ao condicionador, ele de fato facilita o desembarace. Infelizmente ainda não conheço nada natural que tenha tanta competência para esta tarefa sem tornar o cabelo oleoso. Já me indicaram o óleo de coco, mas o cabelo fica pesado.
    Já passei fases de infância e adolescência sem usar xampu e condicionador, mas nem por isso meu cabelo era mais bacana, era muito seco, frisado.
    A defesa de não usar xampus agressivos ao meio ambiente é boa para o planeta. Não necessariamente é melhor pro aspecto do cabelo de todo mundo.
    Nós, seres humanos, não precisamos adotar atitudes corretas com o planeta porque elas são melhores pro nosso cabelo mas simplesmente porque elas são menos agressivas com o planeta mesmo.
    Não tenho dúvida que nas antigas as pessoas cheiravam menos gostosinho que hoje, e que os cabelos era oleosos e cheiravam "mal", às vezes. Isso é o mais natural.
    Se hoje quisermos adotar padrões de baixíssimo impacto ambiental, temos conhecimento e acesso a possibilidades saudáveis que diminuem alguns desconfortos, como oleosidade e odor, mas dificilmente todos obteremos o aspecto dos sonhos. É o preço a pagar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariângela! Gratidão pelo comentário! Por alguma razão não entendo também porque as pessoas precisam de argumentos que lhe beneficiem (como estética) para trocarem de hábitos que ajudarão o meio-ambiente. O no poo surgiu como uma temtativa ecofeminista nos anos 70 e hoje eu vejo muita gente pensando nele apenas pelo aspecto estético. Mas, mesmo que seja assim, acho que depois de começar a usar, as pessoas vão começando a pesquisar mais sobre as outras questões relacionadas ao não uso de xampu. Bem, eu acredito que algumas tribos africanas também usem unguentos ou mesmo terra para lavar o cabelo. Não sei se seria uma questão de ser cabelo liso ou indígena. Mas, dependendo da etnia e cultura, as receitas variam. Por exemplo, na Polinésia usava-se cinzas e óleo de coco (após lavagem) para lavar. O uso de lama no cabelo é outra saída e também há plantas, como o juá e a saponária que são usadas. Acho que o no poo com bicarbonato surgiu mais por conta de ter sua origem nos EUA, mas hoje em dia existem outras formas de fazer no poo ainda mais naturais. Vou pesquisar mais sobre no poo em cabelos cacheados. Eu já havia lido que ele funciona até melhor para cabelos cacheados a afros, mas agora que você comentou, pesquisarei mais a fundo. Até!

      Excluir
  47. Oii. Tudo bom ?
    Comecei o low poo no fim do ano passado, e em maio mais ou menos comecei o no poo, hoje lavei a primeira vez com bicarbornato e adorei, ficou bem limpinho. rs
    So não sei se acertei na quantidade. rs
    Por exemplo para 1 litro de água foi usa quanto de bicarbonato?
    A quanto tempo você lava com bicarbornato?
    Você tem foto de antes e depois ?

    Beijinhooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andressa! Eu sugiro que você veja o meu vídeo no canal do Pensando ao contrário sobre no poo. Eu explico direitinho as quantidades e como proceder. O vídeo também está acessível por aqui no final da postagem, mas farei novos vídeos sobre o assunto. Se você quiser receber todos, é só se inscrever no canal. Bjs Até!
      Canal do Pensando ao contrário: https://www.youtube.com/user/pensandoaocontrario

      Excluir
  48. Camila, amei de paixão seu site, e acredito que devemos nos preocupar com o planeta sim, ao agredi-lo estamos indiretamente nos suicidando: a cada dia surgem doenças novas e a dependência por medicamentos é cada vez maior;isso tudo também é consequência da nossa futilidade estética! E reduzir o xampu beneficia muito os cabelos crespos, aí é como você diz: tem que ter paciência pois o nosso organismo vai respondendo aos poucos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão, Juliana! Fico feliz que tenha gostado! Paz!

      Excluir

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]