[SUSTENTABILIDADE][bleft]

Os Indios Não Usam Xampu: Constatações Sobre a Necessidade Inexistente

Por: Camila Arvoredo

Se índios não lavam os cabelos com xampu e
sobrevivem, será tão necessário o uso deste
cosmético? Fonte: CEPRO
Recentemente li um post interessante sobre os produtos tóxicos existentes na composição dos xampus. Uma dessas substâncias é o lauril éter sulfato de sódio, a qual está presente em quase todas as fórmulas de xampu. Eu, particularmente, há algum tempo uso xampus orgânicos e que não são testados em animais, porém mesmo nesses notei a presença do lauril.
O lauril sulfato de sódio ou “sodium laureth sulphate”, como comumente escrito na composição de xampus, é um detergente que está presente em muitos produtos de limpeza e higiênicos, dentre eles o xampu, o condicionador e o sabonete. Ele é responsável pela espuma gerada pelo xampu e também pela ação desengordurante deste e interessantemente, vem sendo associado a irritações dos olhos e mucosas e à presença de uma substância carcinogênica, o 1,4 dioxano. Nota-se que as empresas de xampus afirmam que a concentração do componente é baixa o suficiente para não gerar irritação, porém o lauril parece estar contaminado com o dioxano.
É interessante que nenhum país proíbe o uso do lauril, porém a FDA norte-americana já notificou as empresas de cosméticos para diminuírem a concentração do 1,4 dioxano existente nos cosméticos, sem que isso tenha força de lei.

Parabenos vêm sendo associados a problemas de saúde.
Alguns cosméticos substituíram seu uso. Fonte: Maquel
É fato que esta não é a única substância nociva nos xampus. Os parabenos, utilizados como conservador, vêm sendo associados à danos à células humanas, quando em grandes quantidades, e apenas cosméticos orgânicos não o possuem em sua fórmula. Por fim, vale lembrar que a União Européia, por força da lei, proibiu o teste de cosméticos em animais e isso é um importante passo ético, pois animais vêm sendo mortos e torturados todos os anos para gerar fórmulas nem tão novas assim, que apenas são criadas com o intuito de aumentar as vendas das empresas.
Mas qual a solução para tal problema, tanto ético, ambiental, como de saúde? Atualmente me familiarizei com a técnica conhecida como “No-poo”. O próprio nome já diz o que ela é: o fim do uso de cosméticos capilares.
Aparentemente nojento à primeira vista, o uso de xampus e condicionadores é recente na história.



Até a década de 30, do século XX, xampus e condicionadores comerciais não existiam. De fato, antes deles usava-se sabonetes ou nada mesmo. Deve-se notar que o xampu é um sabão e tem a função, portanto, de desengordurar o cabelo. Poeira, açucares, proteínas e outras substâncias são limpas pela água.
Aliás, sabe-se que os adeptos do “no-poo” afirmam que, por ser desengordurante, o xampu tira a oleosidade natural dos cabelos, o que faz com que eles, após serem lavados com xampu, produzam mais óleo para repor aquele que foi retirado; produzindo mais e mais, deixando o cabelo mais sujo e criando uma dependência do uso de xampu.
É interessante que o condicionador até prova um pouco este ponto de vista. Ele foi criado com o intuito de repor o óleo retirado pelo xampu. Vocês já devem ter notado, por exemplo, que após a lavagem com este cosmético, o cabelo fica bem seco, principalmente quando é grande, e somente o condicionador ajuda a deixá-los mais maleáveis.

Kendra Spencer, 32, há mais de quatro
meses sem usar xampu. Fonte: MsnBc
Mas como funciona o “no-poo”? Para os adeptos, deve-se ir retirando o xampu e condicionador aos poucos até não utilizá-los mais, ou simplesmente retirá-lo de imediato. Segundo eles, haverá uma fase de adaptação de mais ou menos duas semanas. Nesta fase, o couro cabeludo continuará a produzir o excesso de óleo que produzia devido ao xampu. Assim, neste período, os cabelos ficarão um pouco oleosos. Após esta fase, eles voltarão ao normal. Peço a atenção para o fato de que nesta técnica lava-se sim os cabelos, entretanto eles são limpos somente com água abundante e a cada duas semanas ou menos, dependendo do cabelo, aplica-se uma solução de bicarbonato de sódio, seguida por uma solução de vinagre de maçã, que ajudará a tonificar os fios.
Sabe-se que, apesar de parecer estranho, o fim do uso de xampus já foi testado (ver experimento de Jim Leyden) e não se notou nenhum tipo de efeito colateral. Além disso, muitas pessoas, inclusive famosas, são adeptos desta técnica e nem por isso parecem sofrer danos (não que isso vá fazer diferença na sua vida, mas Robert Patinson e Jéssica Simpson não usam cosméticos capilares e seus cabelos não parecem nem sujos e nem doentes).

O preconceito pode ser uma forte barreira quando
tentamos criticar o que sempre foi estabelecido. No texto:
"Ao menos ela não está evitando pasta de dentes
de  novo". Fonte: Mornings with NPR
Eu, como adepta do não-consumismo acho interessante fazer o teste, primeiramente porque não terei nada a perder e segundamente porque estarei me tornando mais independente de um produto que talvez seja inútil, de fato. Por fim, menos tóxicos na água significam evidentemente menos poluição ambiental.
Se você ainda não está convencido, que tal se perguntar como os índios fazem para lavar o cabelo? Seus cabelos são muito saudáveis, mas os índios, que ainda não se adequaram às normas da “civilização”, não devem ter fábricas de xampus. Eu fiz uma pesquisa e descobri que algumas tribos lavam os cabelos com água e algumas vezes utilizam extratos de plantas para tonificá-los. Um desses extratos é o extrato de juá, mesma planta usada para criar pasta de dentes natural. Outra planta é a babosa (Aloe vera), que realmente tonifica os fios.
Não se deixem levar pelo preconceito imediato. Cientistas da vida que somos, não devemos nos deixar levar por pré-concepções criadas somente porque nascemos usando xampu. Sim, o mundo inteiro segue as regras porque todo mundo segue, mas quem disse que determinados produtos que sempre usamos são realmente necessários? Será o xampu ou o condicionador um deles?

Para saber mais:

- O'CONNOR, S.; SPUNT A. No more dirty looks: the truth about your beauty products and the ultimate guide to safe and clean cosmetics. Lifelong Books, 2010.

Veja o vídeo-guia, se você quer parar de usar xampu. Veja quantidades, como proceder e muito mais!


Gostou desta postagem? Ajude a divulgar o blog e seja um seguidor!

Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

39 comentários :


[BELEZA NATURAL][grids]