[ECOTUTORIAIS][bleft]

A Polêmica Do Micro-ondas

Por: Camila Gomes Victorino



O micro-ondas será tão inofensivo assim?
Fonte: Mindfully
Usar o micro-ondas sempre foi assunto de polêmica para pessoas que se preocupam com a saúde, mas o que é mito e verdade por detrás de seu uso? Eu, particularmente, nunca gostei de usá-lo, mas com o uso constante de marmitas fui obrigada a começar a utilizar o micro-ondas e notei que a comida apresentava um sabor alterado e ruim. Comecei a perder o apetite, até que decidi comer a comida fria. Minha experiência, claro, não é uma evidência de que há um problema em si, mas fazendo uma pesquisa acabei por descobrir que esta polêmica ainda persiste, mas o que, de fato, leva o uso do micro-ondas a ser perigoso? Bem, primeiramente, a radiação liberada pelo aparelho não faz mal à saúde, pois a quantidade de ondas liberada não é suficiente para causar danos. Apesar disso, existem muitas pesquisas recentes que evidenciam que o excesso de ondas a que estamos sujeitos (e não é só do micro-ondas) podem levar a algum problema de saúde, como as ondas de celulares, rede elétrica, wi-fi etc. Mas como isto ainda é muito polêmico e não faz referência apenas ao micro-ondas, vamos deixar esta possibilidade de lado, para este texto em questão.

O problema não é a radiação, mas o que ele pode causar aos
alimentos. Fonte: NickTuminello
O problema real do micro-ondas não é a radiação, mas o que o seu processo de aquecimento faz com o alimento. Para aquecer a comida, o aparelho libera micro-ondas (daí o seu nome) que doam energia para as moléculas da água contidas no alimento. Estas, então, cheias de energia, começam a girar rapidamente e por baterem umas nas outras geram atrito que se transforma em calor, o que, por fim, aquece a comida. No meio deste processo, entretanto, a rotação das moléculas é tão intensa que muitas delas se quebram quando em contato umas com as outras e algumas se transformam em seus isômeros estruturais. Isômeros estruturais são moléculas que contém a mesma estrutura química, mas possuem um mesmo átomo (oxigênio, por exemplo) em uma posição diferente. 

Enzimas funcionam como chave-fechadura com o substrato.
Se elas se distorcem um pouco, a chave não consegue
abrir a porta. Fonte: AlunosOnline
Apesar de parecerem similares suas funções são muito distintas. Imagine, por exemplo, que uma enzima, para funcionar, precise se ligar a uma proteína de uma conformação muito específica, como em um esquema chave-fechadura. Se tentarmos substituir esta enzima pelo seu isômero estrutural, ela não vai encaixar direito, pois um de seus átomos está em um lugar diferente, o que fará com que ela não tenha valor biológico. Neste caso, se o micro-ondas é capaz de transformar moléculas em isômeros estruturais ou danificá-las, o valor biológico do alimento não será o mesmo após seu aquecimento. Um motivo para o gosto ruim da comida que eu esquentava? Não posso afirmar, mas alguns pesquisadores já demonstram que não é saudável esquentar alimentos na máquina, pois se estaria comendo comida “vazia” de propriedades nutricionais.

O micro-ondas pode aquecer o alimento diferentemente e
causar queimaduras ou explodir. Na foto: "Esquentei o
resto do café no micro-ondas, o café está morno, mas a
xícara queima os lábios". Fonte: Memegenerator
Mas, se o aquecimento causa problemas no alimento, temos que comer comida fria? Bem, na realidade, o processo de aquecimento do micro-ondas é dado por corrente alternada, diferentemente do aquecimento em forno convencional ou solar. Vamos explicar: as micro-ondas liberadas pelo aparelho produzem picos alternados de energia que fazem com que as moléculas partam para um lado e para o outro seguindo esta alternância; no caso da luz do Sol ou forno, a corrente é pulsada e não alterna, gerando calor por transmissão e não por atrito. Esta é uma diferença muito importante na hora de aquecer o alimento, pois se não há atrito, há menores chances de danos moleculares.
No geral, eu confio nos meus instintos. Os micro-ondas são usados indiscriminadamente por muitas pessoas. Muitas esquentam até água, fazem arroz, tortas, bolos, sendo que poderiam simplesmente usar um forno comum. Mas, o que diz a ciência? 

Devemos nos preocupar? É melhor usar o princípio da
precaução! Fonte: ApplianceService
Demorei bastante para encontrar alguma pesquisa que fizesse uma comparação entre o aquecimento clássico em forno e o aquecimento em micro-ondas. Não parece haver muito interesse em se descobrir os potenciais riscos do uso deste aparelho e eu, querendo sair das explicações mais conspiratórias, descobri que o micro-ondas não é usado apenas para uso doméstico, mas é utilizado em processos de pasteurização de sucos, leites e outros líquidos e mesmo em todo tipo de alimento industrializado que demande aquecimento para esterilização. Ou seja, imagine o prejuízo que a indústria alimentícia teria que arcar se os micro-ondas fossem de fato danosos?
Claro que pode ser apenas falta de interesse por parte da comunidade científica. De qualquer forma, um estudo recente em um jornal bastante conceituado mostrou que existem modificações significativas no alimento esquentado em micro-ondas e em forno convencional1. O estudo não detectou variações em suco de laranja, mas notou uma mudança pertinente no aquecimento de leite. Conclusão: dependendo do conteúdo químico do alimento, o micro-ondas pode modificá-lo. Se esta modificação causa ou não danos nutricionais e na saúde à longo prazo, outros estudos deverão testar. Por enquanto, apenas fiz o artigo para informar quem queira que o uso de micro-ondas não é tão irrelevante quanto se pensa e pode sim estar causando perda nutricional nos seus alimentos e possíveis doenças futuras. Eu prefiro apoiar o princípio da precaução.

Os fornos solares são ótimas opções para substituir o
micro-ondas. Fonte: Wikipedia
No mais, já existem muitas pesquisas que mostram que esquentar líquidos em micro-ondas pode levar a sérias queimaduras, principalmente em crianças2. Muitos já devem ter ouvido falar que líquidos aquecidos no aparelho podem explodir no rosto das pessoas, isso porque o aquecimento por micro-ondas esquenta mais o interior do que o exterior (contrário do aquecimento convencional) e isto pode causar a falsa impressão de que o alimento não está tão quente e queimar a boca ou gerar jatos de vapor quando movido e explodir.
Mas, quais são as outras soluções? Não acho que nós devemos apenas mostrar os problemas, mas dar soluções cabíveis às pessoas que querem resolver a situação. Se você, como eu, decidiu aposentar o micro-ondas existem outras opções, como o forno elétrico ou simplesmente aquecer pizzas e outros em banho Maria ou no forno convencional mesmo. Melhor ainda é construir um forno solar, que é ecologicamente correto e realmente esquenta (veja post sobre forno solar: "Cozinhando com o Sol: a revolução dos fornos solares"). Por fim, para aqueles que levam marmita, eu aconselho preparar alimentos que sejam agradáveis de se comer frio. No meu caso, eu opto por preparar refeições crudívoras (mais informações no próximo post) ou levo muita salada, bolinhos ou pastas, como homus, maionese vegana, salada de lentilha etc. Deixo o feijão para quando estou em casa, já que não gosto de feijão frio. Depende de cada um!

Abaixo deixo algumas fontes para quem queira se inteirar no assunto do micro-ondas.

Paz!

Referências

1 - *Géczi, G.; Horváth, M.; Kaszab, T.; Alemany, G. G.; No Major Differences Found between the Effects of Microwave-Based and Conventional Heat Treatment Methods on Two Different Liquid Foods (2013), PlosOne, 8(1). Disponível em: < clique aqui  >. Acesso em: 18/04/2014.

2 - Budd, R. Burns associated with the use of microwave ovens. (1992) Journal of Microwave power and Eletromagnetica waving, 27(3). Disponível em: < clique aqui >. Acesso em: 18/04/2014. 


*Apesar do título do artigo afirmar que não se encontrou diferenças significativas entre forno convencional e micro-ondas, no resumo  e no artigo eles apontam para o contrário, afirmando que encontraram modificações no leite. 



Gostou? Compartilhe e faça a mudança acontecer!

Ajude o blog a crescer e seja um seguidor!

Projeto "HISTÓRIA AO CONTRÁRIO", em breve mais notícias

Siga nosso novo canal! 
Dicas de filmes, documentários e muito ativismo com legendas exclusivas!
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

6 comentários :


[REFLEXÕES][grids]