[ECOTUTORIAIS][bleft]

Como Proteger as Sementes Orgânicas das Grandes Corporações?





Há algum falei sobre o sério problema da privatização das sementes e como essas ações podem levar a uma dependência extrema da população humana com relação a algumas poucas empresas, nem tão preocupadas com o bem-estar do planeta e dos seres vivos em geral. Apesar disso, eu apresentei poucas soluções sobre o que fazer a este respeito - além do boicote às próprias empresas ligadas ao agronegócio - e por isso resolvi escrever um novo post, nesta semana, para expor algumas ações bastante eficazes para evitar que o acesso às sementes seja diminuído ou extinto totalmente no futuro, mesmo que os governos aprovem medidas de privatização das sementes (o que é provável que aconteça).

O banco de sementes



Um banco de sementes pode ser feito por qualquer um desde que este saiba como conservar sementes. As sementes dos frutos podem ser conservadas por anos em garrafas e potes para uso posterior, o que é um ato extremamente importante quando não sabemos se teremos estas sementes disponíveis no futuro.
Para criar um banco de sementes, é primeiramente necessário obter sementes de boa procedência, ou seja, que provenham de frutos não envenenados e não transgênicos. Assim, para iniciar, comece a trocar seus alimentos convencionais por alimentos orgânicos. Muitos argumentarão que orgânicos são caros e que é impossível viver somente deles, porém lembre-se que o dinheiro gasto no orgânico, não será gasto em remédio no futuro. Pense nisso!



Feita a compra, guarde as sementes dos frutos que você decidir se alimentar. A conservação da semente vai depender das características do fruto. Há sementes que são consideradas carnosas e, portanto são revestidas de tegumento, óleo ou outro material úmido. Estas devem ser deixadas de molho e deve-se tentar retirar o material fibroso para que, depois, no processo de secagem, o embrião não sofra ação de fungos e insetos. Sementes secas, por outro lado, não precisam desta etapa. Há frutos que se abrem para extração das sementes e são chamados de deiscentes. Para estes é só retirar a semente e secar. Outros, chamados, indeiscentes, precisam de um aparato para que a semente seja retirada. Para secar, ponha a semente ao sol e aguarde um dia, mais ou menos. Depois, armazene em local seco, frio e escuro.  Algumas sementes, chamadas recalcitrantes, precisam de local úmido para ficar armazenadas. Geralmente, elas devem ser mantidas no próprio fruto até o plantio. Estas informações foram baseadas no portal “Doação de mudas” do Facebook. 

Horta urbana




Além de armazenar sementes, é importante considerar acabar, pelo menos em parte, com a dependência alimentar de proveniência externa. Sendo assim, nada melhor, do que aprender a plantar em casa e desenvolver uma pequena horta. Hortas podem ser criadas em qualquer espaço, mesmo que em uma janela. Além de você aprender a plantar, você ainda estará utilizando as sementes armazenadas por você e produzindo, igualmente, novas sementes, que poderão ser doadas aos seus colegas. Plantar em casa é uma forma muito eficiente de boicotar o sistema do agronegócio e de agir positivamente, gerando vida e espalhando sementes que, são cada vez mais difíceis de achar.

Um ótimo guia para começar a plantar em casa pode ser encontrado no site “Ecodesenvolvimento.org”.

Plante em canteiros




Atualmente, muitas pessoas estão se juntando e plantando em terrenos baldios, com ou sem apoio das prefeituras. Esta é uma iniciativa que possibilita que a população usufrua do alimento, sem a necessidade de comercializá-lo. Esta iniciativa requer, às vezes, um grupo bem-intencionado de amigos. Procurar em grupos de redes sociais ajuda a encontrar alguém próximo de sua região. Outra alternativa é desenvolver hortas em escolas públicas, incentivando as crianças a cultivar seu próprio alimento. Existem grupos, igualmente, que facilitam oficinas em escolas. Se você tem tempo, você pode tentar se juntar a um deles e apoiar esta ideia! Mão na massa ou melhor dizendo: mão na terra já!

Divulgue

Ver filmes com os amigos pode ajudar a
dispersar o conhecimento sobre a questão.
Fonte: Cineuferza
Além dessas ações, há ainda a ação de divulgar as más ações do agronegócio e as boas ações dos movimentos de agricultura urbana, agroecologia, permacultura, ecovilas e movimentos da reforma agrária. Você pode divulgar estas idéias por meio de filmes, para sua família, amigos e outros. Nada muito complicado: convide os amigos para ver alguns filmes que listo abaixo e promova o debate, mostrando, em seguida, seu armazenamento de sementes, sua hortinha de quintal ou suas mudas de plantão. Uma ação, vale mais do que mil palavras!

Lista de filmes
O mundo segundo a Monsanto (Legendado no Youtube)
Ciclovida (Lifecycle)

Assista aqui "O mundo segundo a Monsanto - legendado"



Espero que com estas dicas, seja possível providenciar desde já uma ação positiva que possa ir se somando contra a infeliz empreitada das empresas do agronegócio, que cada vez mais destroem os recursos naturais e a saúde humana. É preciso agir desde já!

Paz!

Autora: Camila Gomes Victorino 










Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]