[SUSTENTABILIDADE][bleft]

Como Parar de Usar Escova de Dentes

Por: Camila Gomes Victorino


Existe uma forma de escovar os dentes e não
poluir o meio-ambiente. Fonte: MiswakStick
Todos os anos, as escovas de dentes jogadas fora representam 46.000 toneladas de plástico despejados no meio-ambiente (fonte). Estes números são realmente impressionantes e é por isso que o simples ato de escovar os dentes acaba se tornando um problema realmente gigantesco para a natureza. Primeiramente, temos a pasta de dentes, que não só libera embalagem para o meio, como também utiliza óleo de palma (veja post sobre os perigos do óleo depalma) e glicerina animal em sua composição (veja post sobre substitutosecológicos à pasta de dentes); depois, nem vamos falar do enxaguante bucal, que, apesar de ser altamente recomendado por dentistas, é mais um vilão para a saúde, já que destrói a flora bacteriana natural da boca (a qual nos ajuda a controlar a população de bactérias não tão benéficas para ela); por fim, temos que refletir sobre a escova de dentes, que mal ou bem polui.

Você já pensou quantas escovas de dentes já jogou no lixo?
Fonte: BoaNotícia
De início, vocês já pararam para pensar como nossos avós ou bisavós faziam para escovar os dentes sem escova? Isto porque a invenção do plástico é bastante recente e ou as escovas eram feitas de outros materiais ou nossos bisavós deveriam usar outro aparato para a higiene bucal. Bem, recentemente eu comecei a me preocupar com o problema ambiental relativo às escovas de dentes e quando fui pesquisar fiquei assombrada com o impacto absurdo deste produto na natureza. No Brasil são 768 milhões de escovas jogadas fora todos os anos e no mundo elas contam 26 bilhões (fonte). Isto é muito plástico e para algum lugar ele vai, pois escovas de dentes não são comumente recicladas.

Escovas de bambu e nylon biodegradável apresentaram-se como
solução. Fonte: Instituto Ecoação 
Atualmente algumas empresas começaram a pensar em uma solução para o problema e algumas alternativas surgiram: a primeira delas é a escova de bambu com cerdas de nylon biodegradáveis. Estas escovas não são comercializadas no Brasil diretamente, mas já são comuns nos Estados Unidos. Elas têm uma durabilidade média semelhante à escova poluente, mas os preços são um pouco mais salgados. Outra alternativa é a escova de dentes de plástico biodegradável. Esta escova é similar em aparência a outra, mas ela se degrada em seis meses após o descarte. No Brasil ela é comercializada pela "Veitbio". Estas alternativas são muito interessantes e podem servir como um intermediário para alternativas mais naturais, pois mesmo que existam escovas mais ecológicas no mercado, devem existir outras soluções que não necessitem de nylon ou de plástico manter a saúde bucal, afinal nossos bisavós não viviam na era do plástico e até hoje muitas comunidades indígenas ou tribais estão afastadas desta tecnologia.

Conheçam a Salvadora Persica, a árvore de escova de dentes.
Fonte: FlickR
Eu acredito que nós poderíamos nos contentar com as escovas de plástico biodegradável, mas também concordo que é importante que possamos nos tornar mais auto-suficientes e não depender de grandes empresas, principalmente quando o assunto é saúde. Nós sabemos muito bem do prejuízo que a privatização da saúde e a produção de remédios por grandes multinacionais causa e portanto, não deveríamos nos fiar em grandes empresas para a produção de produtos tão necessários para nossa existência.

Os gravetos da Salvadora persica, ou Miswak, podem ser usados
como escova de dentes. Basta tirar parte da casca e escovar com as fibras.
Fonte: TheNews
Mas existe solução? É possível escovar os dentes sem escova? Sim e eu fiquei bastante surpresa e ao mesmo tempo maravilhada por descobrir que a natureza pode nos dar tudo, até uma escova de dentes natural! De fato, a árvore de dinheiro ainda não existe, mas a árvore de escova de dentes sim e ela se chama Salvadora persica (nome científico). Esta árvore é conhecida como Arak no seu país de origem e seus gravetos secos ou Miswak são capazes de produzir cerdas firmes e ajudar na saúde bucal. Para utilizar os gravetos basta retirar a casca de uma das pontas, para que as cerdas se mostrem e escovar os dentes com ele. Diferente dos outros gravetos, o Miswak não só possui cerdas com maciez equilibrada e firmes, como também carrega propriedades medicinais que auxiliam na saúde bucal; inclusive, suas propriedades medicinais ajudam a quem queira parar de fumar. Por fim, nada se perde: até mesmo a casca do graveto pode ser utilizada para mascar, a qual auxilia na saúde bucal e funciona como um excelente enxaguante natural, o qual não carrega as mesmas propriedades nocivas do Triclosan, comumente usado nos enxaguantes industriais. Mais: o Miswak ajuda a proteger e curar doenças da gengiva e mau-hálito.

O Miswak é uma escova d dentes natural.
Fonte: MuslimVillage
Se você acha que todas estas propriedades são milagrosas demais para ser verdade, saiba que tudo que estou falando aqui já foi testado cientificamente. Em 2003, um estudo mostrou que pessoas que usavam Miswak tinham uma saúde bucal melhor do que pessoas que usavam escova de plástico e pasta de dentes comum (Al-Otaibi et al., 2003). Alamas et al. (2005) também demonstrou como o Miswak é melhor como enxaguante do que alternativas artificiais.
Eu fiquei convencida de que o Miswak é a solução para o enorme problema ecológico das escovas de dentes e ainda recebi a resposta sobre a saúde bucal de algumas comunidades tribais, pois no Oriente Médio, o Miswak é comumente usado em tribos e até faz parte de um dos mandamentos do Corão.

Basta tirar da casca e escovar. A árvore de escova de dentes
é totalmente natural e ainda possui benefícios medicinais
aos dentes. Fonte: Lynphavitale
E como achar? Bem, o Miswak não é facilmente encontrado no Brasil, mas você pode facilmente encontrá-lo pela internet e encomendar vários deles (que podem durar meses, aliás). Eu acredito que se mais pessoas reconhecerem e começarem a usar esta planta, a venda do Miswak no Brasil será cada vez mais comum. A natureza nos dá realmente tudo o que precisamos e a ciência poderá nos auxiliar a reviver conhecimentos passados e a como ajudar a melhorar a nossa auto-suficiência de uma maneira sustentável. Infelizmente, atualmente, a ciência é mais usada para criar alternativas artificiais ao que já temos, causando, com isso, não só a nossa alienação e esquecimento de conhecimentos ancestrais, como a degradação ambiental. Escove os dentes sem escova! Use uma árvore! Pelo planeta e pela sua saúde!


Paz!

Referências


- Almas, K; Skaug, N; Ahmad, I. (February 2005). An in vitro antimicrobial comparison of miswak extract with commercially available non-alcohol mouthrinsesInt J Dent Hyg. 3 (1): 18–24.

- Al-Otaibi M; Al-Harthy M; Soder B; Gustafsson A; Angmar-Mansson B. (2003). Comparative effect of chewing sticks and toothbrushing on plaque removal and gengival healthOral Health Prev Dent 1 (4): 301–7.




 Pensando ao contrário

Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

20 comentários :


[BELEZA NATURAL][grids]