[ECOTUTORIAIS][bleft]

150 Reais Por Ano De Despesa. – Como Uma Família Revolucionou Se Revolucionando



Steve a Yvonne Lucas em sua casa ecológica na Inglaterra.
Fonte: BazinstokeGazette
É o sonho de muita gente não gastar quase nada para sobreviver, mas vemos a maioria das pessoas dando valor para inutilidades, desde roupas de marca, carros caros e bugigangas ou até ajuntando e sofrendo para comprar uma mansão e morar sozinho. Nós pensamos em viver sem trabalhar ou viver com pouco, mas nem nos damos conta de que o problema pode vir da gente mesmo – pelo menos em parte!

Steve monta algumas engenhocas para
economizar e agradar ao ambiente.
Fonte: Daily Mail.
Yvonne e Steve Lucas tinham o mesmo pensamento quase todos os dias. Eles, com dois filhos para criar, só viam as contas aumentarem e, com isso, cada vez mais, precisavam trabalhar e usar o tempo livre para ganhar mais e mais dinheiro. Um dia, os dois pararam e viram que havia algo errado e, com isso, decidiram que era hora de mudar todos os hábitos! Eles compraram placas solares, colocaram medidores de água em sua casa (não existe na Inglaterra aparentemente) e começaram a plantar toda a sua comida e a produzir cada vez menos lixo.

Steve Lucas é engenheiro e montou
várias das eco-bugigangas que utiliza
em casa. Fonte: Daily Mail
Claro que a família possui um pedaço de terra no condado de Surrey, o que possibilita todo o plantio de frutas e hortaliças, mas além deste detalhe,  a família Lucas é um exemplo para as pessoas que pretendem viver de maneira auto-sustentável  e auto-suficiente. Atualmente, muitas pessoas estão questionando o status quo e como as coisas funcionam e não era para ser diferente: acordar durante 20 anos ou mais às cinco e seis da manhã, tomar um café da manhã pobre cheio de agrotóxicos e aditivos alimentares com pressa, esperar mais de uma hora no trânsito, no ônibus, metrô ou trem em pé ou sentado em um carro que mal anda a 20 km/h; sem contar chegar estressado no serviço e trabalhar até as dezoito horas em algo que é geralmente mal pago, apressar-se para almoçar uma comida envenenada, pegar fila com vários outros na mesma situação e voltar apressado.
Esta é a rotina da maioria das pessoas das grandes cidades do mundo e quando chegam em casa ainda têm arrumar tempo para cuidar dos filhos, da casa e dormir para começar tudo de novo no dia seguinte. Quem já não parou para pensar que algo está realmente muito errado atire a primeira pedra e não pense que o problema se refere apenas ao indivíduo que tem a vida desperdiçada, mas a todo um sistema que polui, que maltrata e que denigre todo o planeta e que explora e mata milhões todos os anos.

Yvonne Steve planta seus alimentos no jardim desua casa.
Fonte: Daily Mail
Não acredito que uma família vá mudar todo um sistema como este, claro! Mas acredito que exemplos como esse podem nos ajudar a refletir e até nos ajudar a ir mudando aos poucos algumas coisas em nossas vidas, como por exemplo, criar uma horta em casa, começar a economizar água potável, usar água de reuso, mudar a alimentação e boicotar aquilo que destrói a vida e o meio-ambiente como um todo. São pequenos passos que podem nos levar a construir um mundo paralelo, um mundo em que várias outras pessoas como nós se juntam e começam a revolucionar dando o exemplo e mudando a si mesmas! Várias destas comunidades já existem pelo mundo afora e elas não pretendem se isolar e esquecer todo o resto da humanidade que não têm condições de fazer o mesmo. Na realidade elas servem como um exemplo de sociedade libertária que afirma que a política se faz pela gente e não por um voto.

Aldeias e comunidades ecológicas já se espalham pelo mundo
para dar o exemplo. Fonte: SanzOvo
Mas voltando ao casal Lucas,  acho muito interessante pesquisar mais sobre a família e suas iniciativas, lembrando que água potável é razoavelmente barata na Inglaterra e que no Brasil, outros recursos deveriam ser usados para economizar água ainda mais, como coleta de água de chuva e reuso da água. Não esquecendo, entretanto, que a Sabesp cobra esgoto e poderá pedir ressarcimento, caso a conta chegue a valores próximos de zero. Vale saber para prevenir!


Paz!



Autora: Camila Arvoredo

Gostou? Compartilhe e faça a mudança acontecer!
Ajude o blog a crescer e seja um seguidor!
Projeto "HISTÓRIA AO CONTRÁRIO", clique aqui para saber mais!


Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]