[ECOTUTORIAIS][bleft]

Como aprender a meditar? Veja como começar passo a passo



A meditação está mais acessível a todas e todos, principalmente porque ela começou a atrair o interesse da mídia e também da ciência, a qual está demonstrando cada vez mais como ela é benéfica à saúde, principalmente para pessoas com transtornos psicológicos e psiquiátricos.
Mas, meditação não é só isso! A meditação pode auxiliar qualquer pessoa a se conectar consigo mesma, a entender determinados traumas, a se fortalecer e redobrar as esperanças na vida e a compreender o sentido de nossa existência.  E isto faz com que mais e mais pessoas se interessem a aprender a meditar, mas ninguém sabe exatamente como, afinal fala-se e fala-se dos benefícios, mas pouco se esclarece sobre como meditar, como começar, quanto tempo por dia, como respirar, entre outros. Assim, tendo em vista as dúvidas de muitas pessoas sobre o assunto, este texto tentará esclarecer como nós podemos começar a meditar, quais as técnicas e se há ou não requisitos.

Preparações iniciais



Meditação é cheia de mistérios e enganos. As pessoas geralmente ouvem falar de meditação através de filmes e histórias de grandes monges que ficaram anos sem comer e se mexer nas montanhas do Himalaia. Isto faz com que muitas pessoas interessadas em meditação acabem desistindo, afinal parece ser mesmo complicado ficar meditando por meses no frio. Esta é a impressão que a mídia quer causar, mas meditação é algo super simples: basta fechar-se em um local silencioso, como seu quarto, uma sala etc, sentar-se confortavelmente, respirar e começar.

Passos iniciais: escolha um local, dê-se um tempo para meditar, vá ao local e sente-se confortavelmente. Comece usando umas das técnicas indicadas no final do texto.
Principais dúvidas iniciais:

Para meditar, preciso sentar como Buda?



Antes de mais nada, não é preciso sentar como Buda para meditar e nem é preciso sentar-se no chão. Você pode sentar-se em uma cadeira confortável, deitar-se na sua cama, encostar-se na cama, sem deitar, ou ficar em qualquer posição que deseje e que se sinta confortável. A posição de Buda tem a intenção de manter a coluna ereta e auxiliar no controle da respiração, mas ela não é pré-requisito, portanto não se preocupe se você não consegue se sentar em posição de Buda. O mais importante é estar relaxado.

Preciso ouvir música de meditação para meditar?



Não. Se a música te ajudar a manter os pensamentos em paz, use-a como instrumento no começo, mas o ideal é silenciar o espaço, para que você possa aumentar o contato consigo mesmo. Apesar disso, se a música te ajudar no começo, faça bom proveito.

Como deve ser o espaço em que medito?



Um local silencioso, em que você se sinta em paz. Você não precisa usar incensos, pedras, panos indianos e nada religioso. A ideia é meditar em um lugar que você se sinta em paz e que tenha o mínimo de barulho.

Posso meditar com mais pessoas?



Sim. Você pode meditar em grupo ou sozinho ou com seu par ou amigo.

Sou ateu ou ateia, tem sentido meditar?



Meditação é uma técnica. Não tem a ver com uma religião específica. Se você não quer se envolver com instituições, você ainda pode fazer meditação e manter suas convicções ateias ou agnósticas. A meditação tem benefícios comprovados pela comunidade científica na saúde e não há barreiras religiosas ou culturais para ela.

Quanto tempo preciso meditar?

O tempo que quiser. Você pode meditar 5 minutos por dia, se sentir que este é seu tempo, ou ficar um minuto em silêncio ou meditar por uma hora ou mais. Vai depender do que você sente que quer para você neste momento. Comece com 5 minutos e se gostar, aumente.

Técnicas de meditação



A meditação mais estudada é a mindfullness, a qual é comprovadamente benéfica para pessoas ansiosas ou que sofrem muito estresse. Assim, pessoas com desordem do pânico, fobias, estresse pós-traumático, transtorno obsessivo compulsivo, entre outras doenças da ansiedade, podem se beneficiar da pratica. A depressão também parece ser aliviada por esta técnica de meditação.
Para realizá-la, a ideia é tornar-se uma observadora/observador da mente. A ideia é não se prender a nenhum pensamento e, sem julgar, apenas observá-los, como se você estivesse olhando o céu e os pensamentos fossem as nuvens. Depois de muita prática, você notará que os pensamentos diminuirão com certa frequência e, então, será possível visualizar seus sentimentos mais escondidos (aqueles que você se nega a aceitar) e feridas que ficaram mergulhadas no fundo do oceano. Além disso, o silêncio te ajudará a ver coisas boas também e lembrar-se de quem você realmente é, ou seja, aquele que ficou escondido nas profundezas por medo de bullying, frustações e pressões sociais.
No misticismo, acredita-se que a meditação ajuda a pessoa a encontrar sua verdadeira natureza espiritual, o que gera a realização completa do ser humano e o entendimento de seu sentido de existência, que é amar. Esta seria a iluminação.

Leia a “Autobiografia de um iogue” de Sri Paramahansa Iogananda para saber mais sobre o assunto ou o recente “Amar e ser livre”, de Sri Prem Baba.

Mantras



Recitar mantras é um tipo de meditação. Você pode recitá-los em voz alta ou mentalmente e a ideia é ajudar a aumentar a concentração no agora, que seria o som recitado. O som mais comum nas meditações de mantra é o Om, que seria o som universal. O som “O” é o som do chakra coração, o qual pode também ser recitado.

Respiração



Para ajudar a se concentrar, você pode usar a respiração como um norte, de modo a evitar que a mente saia divagando pelos pensamentos que vão e vem. Neste caso, ao realizar o mindfullness, você pode observar sua inspiração e expiração. A ideia é ter uma respiração longa e tranquila, mas se isto for difícil, apenas respire calmamente.

Práticas para quem não tem um minuto



Se você se interessa por meditação, mas não tem tempo para se isolar um pouco, tem filhos pequenos, família grande ou muitos afazeres, a meditação também é possível. Uma prática bastante interessante é focar seu pensamento no agora. A ideia é tentar fazer isso o tempo todo, quando você se lembrar de fazê-lo. Se se lembrar, foque-se no que está fazendo agora, por exemplo, escovando os dentes, falando com seus filhos, cozinhando, andando na rua. Pergunte-se: quem é que pensa? Onde estou? Concenttre-se no que vê, no que ouve, no que sua pele sente (frio, calor etc), nos perfumes.
Esta é também uma técnica de mindfullness e é perfeita para quem tem filhos ou vida atribulada.

Conte-nos como foi

Se você leu este texto e se sentiu inspirada, inpirado a meditar, conte-nos como foi. Observe seus sonhos! Eles se tornarão ainda masi vivos! Perceba que sua vida vai mudar um pouco e você vai se sentir mais vivo do que nunca. Meditação não é milagre, mas faz parte dele.


Gostou? Compartilhe e não deixe de se tornar um seguidor via FacebookGoogle+ ou Twitter. Assine também nossa Newsletter. Siga-nos pelo Instagram!

Paz!



Autora: Camila Gomes Victorino















Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

4 comentários :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]