[ECOTUTORIAIS][bleft]

A incrível Arte do crochê pelo anticonsumismo



O crochê é aquela arte bem desenvolvida por senhoras felizes, todas reunidas em uma tarde de dia de semana, fofocando sobre a novela das seis. Bem, quando lembramos de crochê, esta imagem nos vem à cabeça e se não é esta que aparece, o que se mostra é ao menos uma velhinha bem-humorada com sua agulhinha.

De fato, antigamente as mulheres, por possuírem um papel social bastante distinto ao dos homens, aprendiam uma série de funções ditas femininas, entre elas a costura e o tricô, bordado e crochê, entre outros. Nossas vós eram moças naquela época e é por isso que são elas que mais aparecem em nossas mentes.
Apesar desta atividade ser bastante apreciada pela terceira idade feminina, o crochê atualmente não é penas uma arte do fio ou um hobby da terceira idade; o crochê, por ser extremamente multifuncional, permitindo a criação de cortinas, tapetes, acessórios de casa, roupas, cintos, cachecóis e outros é mais do que hobby, ele é uma arte à serviço da mudança do mundo e de nós mesmos.
Gandhi, durante toda a sua vida, já havia associado a arte do khadi (a tecelagem com a roca) em seu processo revolucionário não violento. Ele dizia que os indianos se encontravam prisioneiros dos ingleses através das necessidades que eles lhes impunham, sendo uma delas o tecido inglês que tomara conta da Inda naquela época
Gandhi e sua roca, a qual empregava para realizar o khadi, uma vez ao dia.

Ora, não somos nós também prisioneiros de uma série de produtos supostamente necessários, atualmente? Produtos que por assim dizer nos impedem de discordar do modo atual como os objetos são produzidos? 
Sim, nada mudou!
Artista Nathan Vincent fazendo crochê. Seu trabalho explora a relação entre as fronteiras do que é estritamente masculino e feminino. 
Se hoje não temos rocas, temos agulhas e se não temos agulhas, temos nossas mãos! O crochê, sendo uma arte que permite a criação de uma grade variedade de objetos funciona como uma espécie de chave que nos liberta da necessidade de comprar uma série de produtos, muitas vezes feitos com linha sintética e muitas vezes com trabalho escravo.
É assim que resolvi colocar o crochê entre as atividades mais importantes da mudança do mundo e mais: da mudança de nós mesmos! Se ela não muda apenas o fato de estarmos consumindo menos e criando menos lixo, ela também nos faz sentir como parte do processo criador, afinal nós, com nossas mãos, conseguimos criar uma série de produtos! Criando, nós mudamos a nós mesmos e por que não, ao nosso entorno também!
Abaixo seguem links que ensinam a fazer crochê passo a passo e alguns objetos simples que já ajudam na luta contra o consumismo e desperdício:

Pontos básicos

Ponto básico 1 – correntinha
Ponto básico 2 – ponto baixo
Ponto básico 3 – ponto alto
Ponto básico 4 – ponto baixíssimo
Outros pontos

Todos esses pontos podem ser aprendidos via "Youtube", escrevendo o nome do ponto na “Busca”. Para pontos mais complexos recomendo o blog de "Elaine Crochê", que ensina a fazer uma série de pontos e produtos, com vídeos. Os vídeos são gratuitos:

O trabalho de Nathan Vincent

Aqui nós empregamos o crochê como feramente da revolução interior, mas este grande artista plástico usa o crochê de uma forma também não-convencional. Ele cria peças consideradas masculinas a partir do crochê, algo considerado como feminino. Com isso, ele questiona as barreiras da classificação de gênero.

Paz!

 Autora: Camila Gomes Victorino 

Gostou desta postagem? Ajude a divulgar o blog e seja um seguidor!





Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

4 comentários :

  1. Olá Camila! Muito interessante o post do Artista que faz Crochê, poderia divulgar mais fotos da arte dele. Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Jonas! No site dele existem várias fotos sobre seu trabalho, mas mais para frente publicarei um novo artigo com mais artistas que utilizam o crochê para se expressar. Valeu, Abs,

    ResponderExcluir
  3. Amooo o seu blog, parabéns!

    ResponderExcluir

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]