[ECOTUTORIAIS][bleft]

Os Mendigos Revolucionários


Por: Camila Gomes Victorino

Às vezes a luz vem do lugar mais inesperado.
Fonte: QuemInova
O que você pensa quando vê um mendigo? Algumas pessoas (senão a maioria) não gostam de mendigos e há até aqueles mais à direita que os chamam de vagabundos voluntários; outros, mais à esquerda, se compadecem de seu caminho, mas mesmo assim sentem pena ou se fiam no estereótipo de uma pessoa que sofreu muito na vida e que já não consegue se enquadrar na sociedade.
Bêbados? Drogados? Vítimas de terríveis tragédias familiares? Este é o nosso primeiro pensamento. Mas e se por um acaso nós descobríssemos que há muito mais em jogo do que estes simples estereótipos? E se descobrirmos por acaso que há entre eles mendigos revolucionários?
Eu me deparei com a questão ao conhecer a história de alguns destes mendigos que, apesar de toda a aparência maltrapilha e de toda miséria, mudaram o mundo que se encontrava ao seu redor. Alguns deles, aliás, nem mesmo são pobres, mas escolheram viver uma vida de renúncia ao sistema capitalista e ajudar às pessoas como podem e até mesmo as fazendo se questionar. Conheça algumas destas incríveis histórias abaixo e, depois delas, tenho certeza que você não verá um mendigo como via antes e nem o mundo ao seu redor!

Dobri Dobrev: as aparências enganam. Fonte: QuemInova
Dobri Dobrev - Bulgária
Dobri Dobrev poderia se passar por um mendigo típico, até que descobriram que ele doava todo o dinheiro que ganhava nas ruas para instituições de caridade. Ele já doou mais de 40 mil euros para orfanatos, restaurações de igrejas e templos.Além disso, ele não utiliza nenhum dos 80 euros que ganha de aposentadoria. Atualmente ele vive na cidade de Baylovo, na Bulgária.


Lou Xiaoying: salvou a vida de
mais de 30 bebês abandonados.
Fonte: DailyMail
Lou Xyaoying - China 
Lou parece ser uma catadora de lixo comum e ter uma vida típica de miséria, porém ela fez algo incrível: recolheu mais de 30 bebês do lixo e cuidou de todos eles, encaminhando-os para orfanatos, familiares ou os adotando. Em 1972 Lou encontrou um bebê no lixo, a qual adotou. Ela, então, resolveu que cuidaria de qualquer outro bebê que encontrasse, tendo salvado a vida de bebês prematuros, inclusive. Comumente, ela recolhia bebês meninas, pois a lei do filho único na China faz com que os pais abandonem as meninas quando são primogênitas. Apesar da pobreza, Lou não se importou em adotar mais outros três bebês, sendo que o último está agora com seus sete anos. Por fim, além deste grande ato de amor, Lou ainda enfrentou a chance de ser presa, pois era considerado crime ter mais de um filho na China. Mesmo assim, ela foi lá e fez, como dizem por aí!

Raimundo Arruda, poeta sob a poeira da vida.
Fonte: BlogLuxx
Raimundo Arruda - Brasil
Apesar de não ter uma causa social tão clara, como os outros, Raimundo é um mendigo notável. Através de conversas com uma transeunte, que o ajudou, pôde-se descobrir que Raimundo, na realidade, era um incrível poeta e escritor. Raimundo tem uma criatividade tão incrível que despertou a curiosidade, inclusive, das redes sociais, as quais resolveram fazer um curta sobre ele. Depois de viver 35 anos nas ruas, a divulgação de sua história na internet fez com que seu irmão o identificasse e o trouxesse para a família. Atualmente, ele vive com a família em Mato Grosso do Sul.

Veja aqui o vídeo com a história de Raimundo


Shalla Monteiro ajudou Raimundo a reencontrar sua família.
Fonte: Informal
Faça sua parte
Às vezes nós nos acostumamos com as pessoas da rua e elas acabam por se tornar mais uma pilastra de um prédio, mais uma faceta da cidade. Não nos damos conta que todas as pessoas trazem uma história valiosa para contar e que cada uma tem uma missão especial nesta vida. Estas histórias nos ajudam a ver que podemos sim mudar a nós mesmos e mudar o mundo, mesmo que seja um mundo pequeno. Nem a miséria venceu estes três mendigos. Vamos tomar isto como lição para que adquiramos força para também não deixar com que qualquer outra desculpa vença nossa vontade de melhorar este planeta e a nós mesmos!

A Revista Ocas trás um jeito inovador de voltar às
ruas com dignidade. Fonte: Trecho2Ponto8
Revista Ocas

A Ocas (Organização Civil de Ação Social) é uma ONG que faz um trabalho bastante interessante: ela não só ajuda aos mendigos, como lhes dá emprego. No caso, eles passam a vender as Revistas Ocas, as quais possuem histórias sobre suas próprias vidas e de outros colegas.


Quer saber mais sobre o projeto? Clique aqui

Paz!




Gostou? Compartilhe e faça a mudança acontecer!

Ajude o blog a crescer e seja um seguidor!

Projeto "HISTÓRIA AO CONTRÁRIO", em breve mais notícias

Siga nosso novo canal! 
Dicas de filmes, documentários e muito ativismo com legendas exclusivas!
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]