[ECOTUTORIAIS][bleft]

A Ingenuidade De Achar Que a Violência é Necessária

Por: Camila Arvoredo

Finalmente estamos percebendo que é o amor a mais potente ferramenta
para quebrar o sistema e não a violência. Fonte: Facebook
Vi um vídeo na internet sobre as manifestações contra a tarifa, alegando que nunca existiu exemplo de revolução sem violência na história. Esta pessoa não poderia estar mais enganada! Eu acredito que a violência faz parte de nossa história e é costume achar que sempre foi assim e sempre será! É normal sermos violentos com os mais fracos e se os fracos se rebelam é normal ser violento com os mais fortes. Apesar disso, muito singelamente aparece na história alguns e algumas expoentes mestras e mestres nos falando que algo está errado sobre a violência e que o mundo só realmente mudará quando a lógica “olho por olho dente por dente”, finalmente se extinguir.

Quando não se age como eles esperam, uma espécie de bug acontece na
mente do violentador Fonte: Globo
O exemplo mais comum é a diferença de pontos de vista entre Jesus e Barrabás, em que o primeiro alega o fim da violência e a pura desobediência civil com amor, enquanto que o segundo clama pela revolução armada contra o império romano. Outro exemplo é quando Gandhi é confrontado com partidos políticos e organizações que preferem usar a violência, ao uso de métodos não violentos, o que culminou no seu assassinato por um dos membros destas facções, a qual via a filosofia do amor, como um grande empecilho à revolução armada.

Muitos acreditam que pacifistas são ativistas de sofá, mas
esquecem-se que eles costumam dar a cara a tapa literalmente.
Fonte: Youpix
Até hoje existem pessoas que não entendem como é possível mudar apenas jogando flores e esquecem-se, inclusive, destes dois exemplos históricos que mostraram tentativas de mudança pacífica.
A verdade é que somos ensinados que pacifistas são ativistas de sofá; pessoas que se sentam e dizem não à movimentação política, à resposta contra a injustiça. Ademais, somos ensinados que amor é uma palavra piegas e caída em desuso ou que é sinônimo de relacionamentos entre casais, não tendo nenhuma relação com a mudança do mundo.

Mal sabem eles que, na realidade, o amor é a única possibilidade para quebrar de vez a lógica de dominação, seja ela capitalista ou comunista, e que a não-violência constitui-se assim como o melhor método para acabar com toda forma de opressão.

Abraçar um policial: nem sempre fácil, mas muito eficiente! Fonte:
Facebook
Desta forma, quando não se responde a um ataque violento em uma manifestação, quando os manifestantes se oferecem para ser presos em massa - quando um companheiro passa por apuros -, quando jogam flores e geram gentileza em resposta à truculência policial, quebra-se para sempre a regra “olho por olho”, pois quem violenta está esperando uma resposta à altura ou o medo e não entende quando percebe que sua tentativa de agressão não gera resposta alguma, mas somente um abraço. É como um bug no sistema! A lógica é cortada e não há mais o que fazer!

Apesar de seu grande efeito, é preciso treino para não responder com
violência, perante a truculência dos poderosos. Fonte: jus
É claro que fica difícil abraçar um policial depois que ele explode uma bomba em você. Fica difícil ficar parado como pedra enquanto alguns truculentos te prendem. Fica complicado juntar grupos grandes para oferecer prisão ou continuar sentado e desobediente, frente a cassetetes que nos molestam.
Sem treinamento isto é extremamente complicado, mas se as pessoas percebessem que atuando sem violência quebrariam qualquer lógica para gerar mais atrito, todos poderiam ir treinando suas mentes – com ou sem a ajuda de grupos organizados – para agir com gentileza contra o próprio carrasco.

Não adianta sair da manifestação e voltar com os hábitos do jeitinho brasileiro.
Fonte: Ositajai
E isso durante as manifestações! Porque ser gentil com o carrasco, não significa ser passivo, mas ensinar-lhe que a violência não cabe mais neste mundo. Além disso, revolução da não-violência não se resume apenas aos atos, mas é um processo muito mais radical, que abrange a mudança do próprio ser!
Para gerarmos a resposta de amor, temos que mudar a nós mesmos, pararmos de agir com raiva toda vez que nos cutucam; parar de gritar ódio com qualquer ofensa e mais do que isso: o indivíduo tem que se desapegar de qualquer ato violento que ele gere! Pois se continuar a agir com violência no dia a dia, ele só pode estar gerando mais e mais ódio na sociedade. Ou você acha que o problema da opressão é só culpa de meia dúzia de políticos e empresas contra bilhões de amorosos oprimidos? Nós geramos a violência também, mesmo que em pequenas doses!

A violência é algo tão próximo de você que você nem
imagina! Fonte: imagesus

E criar amor não é só com os outros, com aqueles que estão nas imediações, mas com os animais, o planeta, as plantas, fungos etc e mesmo as pessoas a que não se conhece, boicotando qualquer consumo danoso, que gere trabalho escravo, poluição e sofrimento para qualquer forma de vida. Deixar de lado o egoísmo, este sim, apegado ao sofá-televisão, abandonar seu consumismo, sua corrupção do sinal vermelho.
Esta é a verdadeira revolução! Porque depois de manifestações imensas, não adianta voltar para casa feliz porque a tarifa abaixou ou um corrupto foi cassado e continuar comendo no shopping como se nada estivesse acontecendo! A revolução começa em nós! Somos nós que, com nosso ativismo da consciência, decidiremos fazer política com nossas próprias mãos, sem ficar pedindo tudo para o governo!

Você sabia que se todos os 100.000 jovens, mais todos aqueles que participaram das manifestações da tarifa em outros estados decidissem boicotar o sistema, apenas mudando a si mesmos, o país passaria a mudar? E se por exemplo, além das manifestações corriqueiras, toda esta galera se juntasse para plantar nos canteiros abandonados ou dar aulas gratuitas em espaços públicos? Desta vez não seria apenas uma passeata para barrar a opressão do governo caduco, mas para chamar mais gente e mais povo para mudar a si mesmo! Para fazer um auto-governo! Uma verdadeira auto-gestão!

Só cabe a nós escolhermos mudar esta lógica. Fonte: Página 22

Quando todos estiverem prontos para abandonar seus vícios, deixar sua zona de conforto e mudar qualquer lugar, qualquer casa e a si mesmo, não haverá governo, polícia, exército e nem a CIA ou área 51 capazes de lhes dizer o que fazer!
Não vamos deixar o espírito da mudança acabar aqui! A manifestação crescente que acontece hoje é só uma faísca! Cabe às pessoas decidirem se querem continuar a mantê-la em si mesmos ou se contentar. Cabe às pessoas perceber que só existe governo porque elas decidiram que precisavam de alguém para governar por elas!

No momento em que disserem “basta!” e não reagirem mais à violência com violência - única arma daquele que quer dominar o outro - a ira já não serve mais para nada! Afinal, o que fazer com a violência, se ela não gera reação alguma no violentado?
O amor é a maior ferramenta contra a opressão que pode existir e é por isso que fomos ensinados tão fortemente que esta é só uma palavrinha importante para filmes de comédia romântica. Saiamos deste mito e façamos a verdadeira revolução que desde Jesus Cristo está para acontecer!

Gostou? Curta nossa página no Facebook. Inscreva-se no nosso canal no Youtube e compartilhe!

Paz!


 Pensando ao contrário

Por: Camila Gomes Victorino







Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

2 comentários :

  1. Nossa, emocionei... Parabéns pelas belas palavras Camila!
    Como na maioria das matérias que leio aqui, você consegue sintetizar bem os pensamentos e apresentá-los de maneira clara e consistente.rs
    gratidão pela inspiração!
    positividades e (mais) luz
    :D

    ps.: Por que você ter bloqueou a possibilidade de selecionar e copiar o texto? Eu gostaria de, com sua permissão, copiar e reproduzir esse belo material, para compartilhamento e/ou difusão de ideias... s2 S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jimmy! Gratidão por te gostado do texto. Eu prefiro que os textos sejam compartilhados pelo blog, pois assim ajuda mais gente a conhece ro site. Assim, para compartilhar, basta copiar o link do post e adicionar no Facebook ou em outra rede social de sua preferência. Depois é só compartilhar quantas vezes quiser. Se quiser divulgar na forma de papel, acho que é só imprimir, mas não sei se funciona. Se não conseguir, me fale. Abraços e Gratidão. Paz!

      Excluir

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]