[ECOTUTORIAIS][bleft]

O Veganismo é o Boicote Universal?

Por: Camila Arvoredo

O movimento de libertação animal pode tornar-se  uma ferramenta que
 vai além dos direitos dos animais: libertar-se de todo
sistema de violência. Fonte: Atelier das poesias
Boicote, uma das maiores estratégias contra o status quo! O boicote é o ato de negar-se ao consumo de uma determinada marca ou tipo de produto, tendo em vista, a destruição não-violenta de uma ação negativa, provinda de uma empresa ou grupo social. No boicote imagina-se que quanto mais pessoas pararem de consumir determinado produto, menos consumidores a empresa ou grupo terá, levando-a à falência. É uma forma de protesto não violento e extremamente efetivo, caso muitas pessoas passem a aderir à ação de boicote.

No filme "A Bela Verde", um mundo extraterrestre paradisíaco é mostrado
como sendo fruto do boicote da população contra as inutilidades
de sua sociedade passada. Fonte: HerdeiraPampaPobre
Assim, a ação do boicote, inicialmente, parece fraca e irreal, pois depende da maioria e da mudança de nossos hábitos; afinal, boicotar uma marca ou um determinado tipo de produto requer muita disciplina e gasto de tempo, procurando alternativas ao produto boicotado! Além disso, ele vai além de manifestações ou reuniões esporádicas, necessitando de disciplina para deixar de lado determinados costumes que geram as próprias ideias que se quer combater; o boicote vai na raiz do problema, nosso próprio ser, e se ele é uma estratégia tão poderosa, ele também é desconsiderado e massacrado pela mídia, pois ao ser considerado, é um caminho sem volta para a revolução não-violenta.

Atualmente, muitas pessoas optam pelo boicote a uma empresa ou
outra, diluindo a força desta ação. Existirá alguma forma de boicote
universal que contemple as bases da sociedade?
Fonte: ESPM
Apesar disso, há quem admire o boicote e atualmente são muitas as pessoas que deixam de comprar determinadas marcas ou produtos. Alguns deixam de freqüentar redes de fast food, outros param de comprar de empresas que utilizam trabalho escravo ou destroem o meio-ambiente; as pessoas se dispersam em suas campanhas, o que enfraquece a ação coletiva. Mas, e se existisse algum produto que, se boicotado, geraria uma quebra geral dentro do sistema, a ponto de mudar totalmente o modo como nos relacionamos? Existirá algum produto ou alguma forma de boicote que seja tão poderosa a ponto de fazer estremecer as bases de todo o sistema que engendra nossa sociedade? Sim, e este é o veganismo!

O veganismo torna-se uma fonte de boicote universal, na medida em que
abrange o boicote a toda estrutura de violência do sistema e seus produtos
derivados. Fonte: Mente vegana
Antes de começar a explicar, já sei que muitas pessoas não vão gostar muito desta última frase; isto porque o veganismo é visto como um radicalismo excêntrico, realizado por uma parcela da população que se empanturra de piercings e está desligada da realidade e do bom senso, já que só pode ser radicalismo parar de usar tudo que provém de animais! “Faz mal à saúde!”, dizem por aí! Apesar do que vocês já ouviram, não se deixem levar pelo preconceito. Eu, que fui ovo-lacto-vegetariana por muitos anos também via o veganismo com certa reticência, até descobrir a verdade de que o veganismo é um dos boicotes universais.

Boicotar produtos de origem animal é um passo que pode
reverter toda a nossa percepção sobre o que é violência.
Fonte: Zoa&Som
Mas, o que é veganismo e por que ele é uma das atitudes mais poderosas contra esta sociedade que vive de violência? Veganismo é um tipo de boicote em que tudo que é feito a base de produtos de origem animal é descartado. Carnes de qualquer animal, leites, ovos, peles, ossos, enzimas, tudo é boicotado. A razão principal é a luta pela libertação dos animais, criados em condições deprimentes,  sofrendo os mais variados tipos de sadismo; porém, atualmente, muitos veganos começaram a perceber que o veganismo vai além dos animais, ele é, de fato, uma luta não-violenta contra todo tipo de violência, a qual vai gerar a opressão contra os animais e contra todos aqueles considerados mais fracos.  Assim, o veganismo constitui-se como um movimento anti-sociedade e que quebra, na raiz, os pilares que alicerçam o sistema. Mas como isso? Como é possível o fato de que parar de consumir produtos de origem animal seja tão eficiente e tão poderoso contra a violência social?

Praticamente todos os produtos industrializados dependem de alguma
substância provinda da pecuária. Fonte: Metalurgica Gavião
Bem, se formos analisar tudo o que consumimos, quase todos os setores industriais atuais dependem da pecuária ou atendem a pecuária. A soja, por exemplo, que é usada para produzir quase todo tipo de doces, leites e até alimentos para vegetarianos, é na verdade plantada principalmente para produzir ração para alimentar gado, aves e porcos! Enorme contradição de quem pensou que os vegetarianos estavam crescendo tanto que seriam os responsáveis pelo desmatamento da Amazônia! Não, não são os vegetarianos!

A revolução verde já pode estar acontecendo!
Fonte: Dignow
Tem mais! A poderosa indústria de plásticos é totalmente dependente da pecuária. A maioria dos plásticos contém caseína, substância que é oriunda do leite; tintas e adesivos também precisam da indústria leiteira para continuar a existir! E o cinema? Imagine toda a indústria do entretenimento ameaçada? Bem, o veganismo é um sério problema para este setor, já que eles dependem do colágeno para fabricar seus rolos de filme! Fora estes menos óbvios, temos todas as fábricas de queijo, derivados, produtos que contêm ovos, como massa pronta de bolo, salgados, sorvetes e todos aqueles que dependem de algum derivado do leite. E os chicletes? Contêm glicerina! Já as balas contêm sebo de boi, vulgo estearato. E se não vamos derrubar a opressão com balas e chicletes, saiba que quase todos os produtos de limpeza saponados, ou seja, que têm poder de saponificação, como detergentes, sabão em pó, amaciante, desinfetante, tira manchas e outros contêm substâncias provindas de animais, o mesmo ocorrendo para os cosméticos.
Por fim, depois de já termos averiguado que o veganismo não condiz com a indústria cosmética, de produtos de limpeza e alimentícia industrializada, está na hora de analisar os produtos que dependem de testes em animais.

Atualmente até o cinema depende da pecuária para existir, o que
demonstra o poder do veganismo e a preocupação das mídias
em denegrir a imagem dos vegetarianos. Fonte: Depoisfalamos
Veganos evitam tomar remédios industrializados, aderindo mais aos fitoterápicos e homeopáticos. Imagine toda a indústria farmacêutica em risco? Imagine todo o modelo de ‘animal igual a máquina”, sendo desprezado pela ciência?
Sim, o veganismo constituí-se como um enorme boicote universal e cá entre nós, são tantas as mudanças que fazemos em nossas vidas ao optar pelos direitos dos animais que quando vamos ver, muito em nós já mudou! É importante ter isso em mente porque existe a possibilidade do sistema simplesmente substituir os produtos animais por outros, porém realizar esta substituição em quase todos os setores, é de uma energia e evita tanta violência que é muito provável que ocorra uma mudança de consciência junto ao funcionamento da sociedade.

Nós podemos mudar o mundo quando mudamos a nós
mesmos. O veganismo é a maior prova disso!
Fonte: Afiador
Claro que existem veganos reacionários e que são contra direitos humanos, o que é um enorme paradoxo, mas a maioria deles está por aí salvando as baleias, movimentando-se pelos animais, mudando seus hábitos rumo à ecologia e construindo paz para conversar com os colegas sobre veganismo, por longas horas, sob constantes piadinhas. Na realidade, ao boicotar tantas coisas na sociedade, logo se percebe que o veganismo é um anti-consumismo não-violento. Atuar em nós mesmos nos transforma em um ser mais pacífico, mais universal e mais amável, afinal descobrir que se têm tanto poder assim em suas mãos, mudando apenas o que você é, traz tanta esperança para si, que um ato de amor para com a justiça não basta! Deixa-se para trás o consumo inconsciente e adota-se o amor pela Terra, pelos seus seres vivos, incluindo, claro, o ser humano.

Se você se sente impelido a questionar o veganismo ou adotá-lo, nós podemos ajudar! O veganismo é um processo que pode ser realizado aos poucos e exige conhecimento nutricional, já que toda a sua alimentação e hábitos irão mudar, assim há muitos veganos que ajudam pessoas interessadas a darem esse passo. Não se sinta deprimido face ao preconceito e sempre se lembre que você não está sozinho nesta jornada.

Paz!


Projeto "HISTÓRIA AO CONTRÁRIO", clique aqui para saber mais!

Gostou desta postagem? Tem mais! Siga-nos via Facebook, Google +, E-mail ou Blogger! 
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]