[ECOTUTORIAIS][bleft]

É Possível Viver Sem Dinheiro?

Por: Camila Arvoredo

Muitos acreditam que viver sem dinheiro é como viver de
luz, porém é possível se alimentar e viver plenamente
sem ele. Fonte: MobGround

Hoje descobri que uma família na Alemanha vive quase totalmente sem dinheiro; isso porque todas as suas necessidades alimentares são supridas pelas toneladas de alimentos jogadas fora pelos supermercados orgânicos da região. De fato, isto é bastante comum no Brasil, mas não como um ato voluntário e sim por necessidade. Assim, muitas pessoas pobres esperam que as feiras acabem, para recolher os alimentos que não foram vendidos. Na maioria das vezes, os alimentos estão bons, mas não podem ser mantidos pelos feirantes, o que faz com que eles os joguem fora. Em outros casos, há pessoas que recolhem alimentos vencidos, os quais ainda podem ser aproveitados em algumas situações. De qualquer maneira, estes atos não são voluntários e nos fazem lembrar da grande miséria que assola a humanidade e principalmente da falta de escrúpulos da maioria consumista, que tendo o desejo por luxo, desperdiça toneladas e mais toneladas de alimentos, que poderiam estar alimentando a todos.
Mas enfim, e se você resolver voluntariamente realizar a coleta em feiras e supermercados como fazem os membros desta comunidade alemã? 
Fazendo isso, é possível viver sem dinheiro?

Vivendo há mais de três anos sem dinheiro, a família alemã faz boicote contra
o sistema bancário de uma forma muito especial: boicotando a
principal moeda de troca dos bancos: o dinheiro.
Fonte: Anarquista.net
Esta pergunta é crucial para desenvolvermos estratégias de percepção sobre o que é útil e inútil em nossas vidas e sobre a real importância do dinheiro. De fato, se formos analisar a nossa vida, por que temos que ter dinheiro? Em primeiro lugar, aparecem as necessidades de alimentação  e em seguida temos: cosméticos, produtos de limpeza, vestuário, água, luz, telefone e internet, gás, aluguel ou prestação de uma habitação, gasolina, manutenção da casa e do carro e mobília para a casa. Isto é o básico, mas ainda existem despesas como a mensalidade da escola dos filhos, remédios, convênio médico, seguro do automóvel, lazer e todas as outras despesas que nos parecem necessárias.

Jovem sueca possa com tudo o que possui. Nesta foto fica clara a possibilidade
de independência de muitas necessidades que consideramos
essenciais. Fonte: Ultimosegundo
Em nossa sociedade, muitas destas despesas são tão necessárias que viver sem elas é praticamente impossível, mas se tentarmos encontrar soluções para sair do sistema, começaremos a ver que várias delas, senão todas, são inúteis. Mas como assim? Alimentação e moradia são inúteis? De fato, não, mas o que é inútil é o dinheiro para mantê-las. No caso da alimentação, poderíamos até pensar em fazer como a família alemã, mas, apesar do louvor desta atitude, o problema surge quando percebemos que os alimentos que eles consomem provêm do sistema, o que quer dizer que de alguma maneira outras pessoas precisaram de dinheiro e de trabalho remunerado para gerar aquele alimento. Desta maneira, é preciso outra solução para dar cabo da produção de alimentos, afinal se todos fizessem como estes alemães, não haveria pessoas para produzir estes mesmos alimentos que são jogados fora.

Os sistemas do movimento de ecovilas são desenvolvidos para serem
independentes da sociedade. Fonte: ngds
Existem outras soluções, entretanto! Atualmente, muitas pessoas estão cada vez mais migrando para uma vida eco-sustentável em que produzem seu próprio alimento em quintais, hortas e pomares. Não é possível viver totalmente sem dinheiro morando nos centros urbanos, a não ser que se more em uma mansão com muita terra disponível para plantar pomares e hortas; todavia, ao sair da cidade, é possível boicotar o sistema de uma maneira mais completa, comprando-se uma terra para o plantio de alimentos.

Surge a questão de como fazer isso sem dinheiro, já que a própria compra da terra necessita deste. É aí que vem a ideia de compra de terras coletiva, em que uma comunidade se junta, cada pessoa contribuindo com uma quantidade mínima de dinheiro para comprar um grande pedaço de terra com nascentes e terras férteis. Morando-se em uma comunidade que produz seu próprio alimento e água, todas as outras necessidades tornam-se minoritárias: carros podem ser trocados por bicicletas, a luz pode ser gerada por pequenos geradores próprios e o gás pode ser gerado pela composição do lixo orgânico, tecnologia denominada de biodigestor; luz solar e a energa do ventos podem ser aproveitadas; móveis, vestuário e outros podem ser produzidos pela comunidade, através de artesanato;  escolas e centros de saúde podem ser formadas dentro da própria comunidade e remédios, se necessários, podem ser produzidos por plantas medicinais.

Grupos estão se unindo para diminuir ainda mais a necessidade por dinheiro
Fonte: NotíciasUol
Imagino que você já deva estar imaginando que para criar tudo isso um pouco de dinheiro foi necessário, mas lembre-se: ao usar o dinheiro inicial, ele não será mais importante no futuro. Além disso, a compra coletiva, tanto de terras, como de equipamentos, permite que cada pessoa envolvida no projeto precise de pouco dinheiro para viabilizar este sonho, o que faz com que ela não precise trabalhar tanto para gerar o dinheiro sozinha, utilizando o seu tempo em atividades de lazer e de ativismo por melhorias nos próprios centros urbanos.

Devemos abdicar da ideia de que o dinheiro é necessário
para podermos ter mais tempo para o desenvolvimento pleno.
Fonte: ViverSemMedodeSerFeliz
Apesar de aparentemente utópico, existem, atualmente, muitas iniciativas de ecovilas e não pensem que as pessoas que ali habitam se isolam da sociedade! De fato, elas utilizam o tempo livre que teriam que gastar em trabalhos exaustivos na cidade, para trabalhar voluntariamente onde exista necessidade. Claro que este pode não ser o sonho de todo mundo e algumas pessoas até preferem permanecer nas grandes cidades. De qualquer maneira, mesmo nestas é possível diminuir a necessidade de dinheiro e, portanto de trabalho. Claro que o problema em si não é trabalhar, mas precisar trabalhar demais para conseguir o dinheiro "necessário" para manter a vida típica dos centros urbanos. Existem muitas despesas e desejos de consumo que não são necessários, mas como, muitas vezes, nos deixamos levar, acabamos por entrar em um círculo vicioso, onde precisamos trabalhar mais e mais para ganhar sempre mais! Nisso, ficamos doentes e aí começamos a precisar de outras despesas, inclusive de muitos remédios. Não vamos nos deixar levar pela ideia de que dinheiro é sempre necessário! Dinheiro é apenas um símbolo para quantidade de trabalho e se temos pernas e mãos e muita gente junta ajudando um ao outro, não precisamos mais trabalhar para necessidades inúteis, senão para aquelas verdadeiramente importantes, para no momento seguinte, aproveitar o máximo que a vida tem a nos oferecer.

Paz!

Saiba mais sobre a família alemã que vive quase sem dinheiro, clicando aqui!

Saiba mais sobre o movimento de ecovilas, clicando aqui!


Projeto "HISTÓRIA AO CONTRÁRIO", clique aqui para saber mais!

Gostou desta postagem? Tem mais! Siga-nos via Facebook, Google +, E-mail ou Blogger! 
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

4 comentários :

  1. Acredito em um futuro assim! eu mesma no pequeno espaço que tenho em casa, planto cheiro verde, e morangos nos vasos... é muito pouco, mas já é um começo! Parabéns pela matéria! E que possamos evoluir sempre!

    ResponderExcluir
  2. Legal Ellen! Eu também procuro plantar e levar uma vida mais independente! Quem sabe um dia a gente chega lá e não precisa mais de dinheiro! Abs, Camila.

    ResponderExcluir
  3. Meu sonho morar numa ecovila, mas não conheço nenhuma !!!!
    Gostaria muito de comprar um pedaço de terra para viver de maneira sustentável, sem depender de dinheiro seria maravilhoso!!!!
    Estou batalhando para conseguir isso, eu e meu esposo já colocamos nossa casa a venda para podermos morar na roça...
    Mas nesta crise não estamos conseguindo achar comprador....
    Gostei do blog.
    Precisamos de mais pessoas que tenham está o iciativa !!!!

    ResponderExcluir

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]