[ECOTUTORIAIS][bleft]

A Repressão Contra O Anticonsumismo – Homem é Multado Por Fazer Horta Em Seu Jardim

Por: Camila Arvoredo

Jardim-horta no Canadá. Fonte: Kitchen Gardeners International
Imagine que você decidiu reduzir o seu consumo porque acredita que seus atos, e não somente os dos políticos distantes, também afetam a sociedade? Imagine então que você começa a desenvolver um plano de eliminação de inutilidades em sua vida, começando pelo corte de produtos inúteis e tóxicos para sua alimentação, produzindo parte de suas roupas, resolvendo economizar eletricidade, enfim! Imagine que você pegue seu velho jardim mau cuidado e crie uma horta! A partir daí, você praticamente não precisa mais depender do mercado para se alimentar e você mostra para todos o seu exemplo.

Acontece que após alguns dias você é multado por isso!
Bem, apesar de parecer teoria da conspiração ou excerto de filme de ficção cientifica, um homem no Canadá foi multado por criar um jardim-horta na frente de sua casa. Steve Miller foi multado em 5.200 dólares por plantar uma quantidade excessiva de vegetais comestíveis em seu jardim. Segundo os procuradores, o ato de plantar vegetais comestíveis na área urbana, em que Miller habita, é ilegal. Miller afirma que os vegetais não são criados com a intenção de comércio, mas apenas para consumo próprio e por paixão à jardinagem, entretanto a multa ainda sim apareceu.
Atualmente, muitas legislações impedem o cultivo de alimentos em zona urbana, o que não só prejudica o meio-ambiente, pois o transporte produz grandes gastos de recursos naturais, como prejudica a própria população, que poderia usufruir de alimentação livre de agrotóxicos e economizar nas despesas alimentares, que já são absurdas para as grandes cidades. Sendo assim, a agricultura urbana é, de fato, uma grande saída para a criação de cidades com melhor qualidade de vida. Criam espaços verdes e transformam espaços públicos abandonados, em verdadeiros centros de jardinagem coletiva. Por fim, ela permite que o consumidor saia da zona de consumo habitual, a qual costuma ser antiética para com a sociedade e para com o meio ambiente.

Steve Miller ganhou a causa e não precisará mais abrir mão de seu belo jardim, todavia este caso é um bom exemplo para mostrar o quanto a mudança de hábitos e de nós mesmos pode incomodar os poderosos, mostrando também o quão eficiente ela é.

 Para saber mais sobre o caso de Steve Miller e seu jardim-horta urbano, clique aqui.

Gostou desta postagem? Ajude a divulgar o blog e seja um seguidor!
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

3 comentários :

  1. Ótimo,, eu venho praticando isso em casa e lamento que muitos só querem plantar grama e algumas frutas citricas enxertadas e pintar o tronquinho de cal, sem mesmo saber porque.

    ResponderExcluir
  2. Parece surreal mesmo essa história! Quase inacreditável!

    beijo!
    Dani

    ResponderExcluir
  3. O homem é cúmplice de seus próprios erros e é lamentável mesmo, a forma como a humanidade se comporta frente ações que educam cada passo nosso.
    "O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte" Friedrich Nietzsche

    Ricardo Ramos

    ResponderExcluir

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]