[ECOTUTORIAIS][bleft]

Eu sou: a nova voz das mulheres - Um VÍDEO-POESIA sobre o sagrado e a força feminina

Foto: Pensando ao contrário
Há algum tempo atrás, como toda mulher, eu era constantemente interpelada na rua por um pedreiro, que trabalhava muito perto de casa. Eu não me sentia segura e meu coração pulava, toda vez que eu precisava sair para trabalhar. Era sempre alguma coisa, alguma risadinha, alguma brincadeira de mau gosto, até que um dia, eu não me calei. 

Estava de tarde, já escurrecendo, e a obra estava fechando, mas quando eu passei, tentando ficar calma e pensando em todos os socos que eu queria dar naquele homem, eu ouvi novamente a sua tentativa de diminuição da minha pessoa. Ao invés de passar reto, como eu sempre fazia, eu parei e resolvi interpelá-lo: "você por acaso me conhece para falar comigo?".

Para minha surpresa, o homem ficou sem reação. O amigo dele parou o que estava fazendo e com cara de bravo, veio me perguntar por que EU estava falando com ele! Era só o que me faltava! Eu podia ser insultada todos os dias, ter a minha qualidade de vida diminuída, mas no momento que eu me opus, eu é que fui perguntada sobre o meu direito de fala.

Eu então expliquei sobre a situação, disse que aquilo era um tipo de violência contra a mulher. No Brasil, ainda não existe termo certo, mas em inglês, poderia ser compreendido como street harassment, ou, na tradução literal "perseguição de rua".

Somos mais fortes do que imaginamos! 

Os dois ficaram quietos. O homem disse que achava que eu era parecida com uma amiga dele e por isso falava comigo.  Em seguida, pediu desculpas. O amigo dele ficou quieto e continuou tentando me fazer medo com sua cara de bravo, mas, depois que tudo acabou e que meu coração parou de pular (além de ter chorado bastante pelo medo de enfrentar a situação), eu percebi que era forte e que até causei medo por reagir, sem violência, mas com inteligência.

E foi então que eu fiz esta poesia sobre a voz das mulheres e sobre como nós somos muito, mas muito mais fortes do que nós mesmas achamos. Nós somos tão fortes, que eu até imagino que os próprios homens, tenham medo de nós, isso quando nós dizemos Basta! 

Despertemos!

Espero que esta poesia possa atingir mais e mais mulheres e mostrar como elas são extremamente fortes! Também acredito que muitos homens estejam cansados desta fama de tiranos e de serem o sexo forte! Estamos cansados de temros um papel, que não é o nosso, pois cada ser humano é diferente, independentemente do gênero.

Estamos despertando para nosso potencial, tão reprimido, e quando ressurgirmos, ninguém mais vai nos segurar!

Veja o vídeo-poesia abaixo!




Eu sou: a nova voz das mulheres (Por: C.G.Victorino)

Vão olhar para meu ventre e dizer que sou sua 
Vão olhar para meu corpo e dizer que estou nua 

Vão olhar para minha face e me dizer especial 
Mas, vou virar o olhar de repulsa 
Vão me dizer que sou sem sal 

Releve que o vento leva 
E o vento leva por gerações 
Não vou mais aguentar calada 
Mesmo que enfrente multidões

Agora sou dona de mim 
Não adianta afirmar que é banal 
A mulher é um ser pleno
Não pode ser um ideal 

A alma é livre de modelos 
Ela é um anexo espacial 
Quando me olham e me julgam 
Não vou fingir que é normal 

A vida de fato é tênue 
Para eu levar sua miséria no âmago 
Agora que estou acordada 
Não vou me render a tiranos 

Que seja sua filha, sua mãe, 
Que seja sua irmã e sua prima 
Que seja na rua, na esquina 
O algoz amargura sua vítima 

Mas veja que o pranto dos séculos 
Parou de sangrar pela dor 
A dor das mulheres forçadas 
A engolir solidão e temor 

Agora acordamos das cinzas 
Somos frutos de um mundo opressor 
Ninguém mais ficará calada 
E sozinha enfrentará a dor 

Vão olhar e gritar e bater 
Apontar, violentar para temer 
Mas agora é a hora do basta 
E não mais existirá perdão 
Não me calo frente ao soberano 
Não mais passará contradição 

Mulher sou livre e sou plena 
Sou todas as vozes pequenas 
Sou nua, de burka, enfeitada 
Sou dona do meu coração 
Niguém mais calará o meu pranto 
Para sua satisfação.

Se você curtiu o vídeo, não esqueça de se increver no canal do Pensando ao contrário!
 Pensando ao contrário

Dê um joinha para ajudar a página também.

Por: Camila Gomes Victorino






Todos os direitos do vídeo e texto reservados site Pensando ao contrário. Qualquer tentativa de cópia não autorizada gerará medidas legais.

Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]