[ECOTUTORIAIS][bleft]

O Símbolo da Reciclagem Está te Enganando – Veja o Porquê e a Solução

Reciclar é ótimo, mas nem tudo que se diz reciclável de fato o é. Fonte

Durante muito tempo, eu tentei reciclar o máximo de coisas que eu conseguia. Assim, eu sempre separava o orgânico do não reciclável e do reciclável, possuindo 3 lixos na minha casa. Como não tinha coleta seletiva na minha cidade, a ideia era doar o lixo para associações que trocavam o material pro dinheiro. Fiz isto e sempre me sentia bem e achava que estava tentando fazer o máximo - além de tentar reduzir e reutilizar o que podia -, mas, recentemente, descobri que a reciclagem e o tal símbolo existente nas embalagens não passa de uma mentira e que a maioria das embalagens que nós pensamos reciclar, vão, infelizmente para o lixão ou aterro.
De fato, o problema não é a reciclagem em si, que é muito boa e, se fosse feita corretamente, ajudaria em muito a diminuir a quantidade de lixo que vai para os lixões. O problema é que a presença do símbolo de reciclagem não basta, pois dependendo de como o material é separado (mesmo que na lixeira certa), ele não vai ser reciclado no final, podendo, inclusive atrapalhar a reciclagem de outros materiais. Mas quais maus hábitos de reciclagem são estes que fazem com que nós até atrapalhemos o processo?

Embalagens de alimentos
Embalanges contaminadas com alimentos não são recicladas. Fonte

Em primeiro lugar, por exemplo, devemos saber que qualquer embalagem contaminada com comida não pode ser reciclada. No caso do papel, mesmo que você tente limpar antes de colocar no lixo, ele contém gotículas de óleo do alimento. Assim, embalagens de pizza, bolos, doces e salgados não são recicláveis, mesmo que o símbolo esteja nela, pois o óleo da comida se mistura com o papel. Na hora da reciclagem, como o papel é misturado com a água, o óleo se separa dela e se junta às partículas de papel, o que diminui a qualidade do papel reciclado, até inviabilizando o processo.
Plásticos e vidros, por sua vez, podem sim ser reciclados quando em contato com alimentos, porém, eles devem ser lavados antes de ser colocados no lixo, de modo que o óleo não contamine outros materiais.

Sacolinhas
Se a sacolinha não for de papel ou biodegradável, ela não será reciclada. Fonte

Já viu aquele símbolo de reciclagem nas sacolinhas de supermercado? Bem, não se engane! As sacolinhas têm sim um material reciclável, mas como são muito maleáveis, elas acabam por enrolar nos motores e máquinas dos caminhões e do processo de reciclagem, fazendo com que elas mais atrapalhem do que ajudem. De fato, é comum que as máquinas sejam desligadas no final do dia e os funcionários tenham que tirar os restos presos de sacolinhas com as mãos um por um e todos os dias, já que esta é a única maneira de impedir que as máquinas estraguem. Moral da história: é melhor colocá-las no lixo comum ou melhor ainda, não pegar mais.

Papel plastificado
Papel plastificado, plástico com alumínio, todas as embalagens com misturas não são recicladas. Fonte

Muita gente usa um ou mais copos de papel todos os dias, pensando estar ajudando a natureza, mas saiba que eles só funcionam porque têm uma camada de plástico impermeabilizante. Neste caso, como o papel é plastificado, ele não poderá ser reciclado e ficará séculos nos lixões. Envelopes plástificados, pastas, embalagens e todos os outros produtos que contêm camadas com materiais diferentes não são reciclados e não adianta colocar no lixo de recicláveis, pois eles serão excluídos pela recicladora. Pode afagar nossa consciência, mas não funciona.

Papel rasgado
Papel picado só será reciclado se separado em sacos grandes. Fonte

Papel é sim reciclável, mas quando você rasga ele em pedacinhos, os pedaços se separam na recicladora e acabam sendo peneirados com o resto de partículas que sobra, indo para o lixão no final. De fato, a melhor maneira de ter seus papeis picados reciclados é colocá-los em um saco, fechando bem, pois assim, eles poderão ser vistos pelos trabalhadores da recicladora. Pedaços de vidro e plástico picado também são um problema. Melhor sempre juntar tudo.

Conclusão
Reutilizar, mas principalmente reduzir o consumo e optar por embalagens retornáveis ou sem embalagem. Fonte

Reciclagem é algo muito bom, mas ela deve ser feita com conhecimento. Atualmente, a palavra virou uma espécie de moeda de troca no movimento da ecologia e serve mais como um afagador de consciência da população. Isto acontece porque não existem políticas de educação ambiental para educar sobre o modo de reciclagem correto, mesmo nas cidades mais engajadas com o meio-ambiente. Vale lembrar que a solução para o problema do excesso de lixo é a redução do consumo. Simples assim! Reutilizar o velho, reinventar o que vai para o lixo e trocar produtos descartáveis por duráveis é sempre uma boa solução para o problema do lixo, mas além disso é possível também incentivar iniciativas que troquem plásticos por outros produtos renováveis, como vidro, papel ou folhas, vegetais etc. Optar por produtos sem embalagem ou não pegar as embalagens é também uma solução, mas claramente não dá para confiar apenas no símbolo de reciclável, afinal, ele é apenas a ponta do iceberg do que realmente acontece com a embalagem que você joga no lixo.


Paz!


Autora: Camila Gomes Victorino 



Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Ajude a Enriquecer o nosso Blog, Contribuindo com sua Opinião!


[REFLEXÕES][grids]